Saúde e bem-estar

Protector solar não oferece protecção total contra cancro da pele

Um estudo britânico recém-publicado faz um alerta para quem acha que ao usar protector solar está totalmente protegido do cancro da pele. Segundo investigadores da Universidade de Manchester, não se deve confiar apenas no protector solar como forma de prevenção de melanomas – um tipo maligno de cancro da pele, avança a BBC Brasil.

“Os resultados ressaltam a importância de combinar o uso do protector solar com outras medidas para proteger a cútis, como o acto de usar chapéus e roupas folgadas, além de ficar à sombra nos horários de sol forte”, afirma o professor Richard Marais, principal responsável pelo estudo.

Publicada na revista Nature, a pesquisa feita em animais revelou detalhes sobre como os raios UV deixam as células epiteliais mais susceptíveis ao cancro.

É sabido que a exposição ao sol é um dos principais factores de risco desse tipo de cancro da pele.

Mas ainda havia poucos detalhes sobre o mecanismo molecular pelo qual os raios UV prejudicam o ADN em células da pele.

No estudo, os cientistas investigaram os efeitos dos raios UV na pele de ratinhos para verificar a acção do protector contra o cancro.

“Os raios UV atacam os mesmos genes que nos protegem contra os seus efeitos nocivos, mostrando o quanto esse agente causador do cancro é perigoso ”, disse Marais.

“Acima de tudo, esse estudo traz provas de que os protectores solares não nos oferecem uma protecção completa contra os efeitos prejudiciais dos raios UV”.

Os investigadores descobriram que os raios UV causaram problemas no gene p53, que normalmente ajuda a proteger o corpo contra os efeitos de um ADN com falhas.

O estudo também mostra que o protector pode reduzir a quantidade de falhas no ADN causadas pelos raios UV, atrasando o desenvolvimento do melanoma nos ratinhos.

Julie Sharp, chefe de informação do instituto britânico de pesquisa sobre o cancro, disse que as pessoas tendem a achar que são “invencíveis” a partir do momento que passam a usar protector solar e por isso ficam mais tempo sob o sol, ampliando a exposição aos raios UV.

“É essencial adquirir hábitos seguros para se proteger do sol e não se deixar queimar – queimaduras de sol são, aliás, um claro sinal de que o ADN das suas células epiteliais foi danificado e, a longo prazo, isso pode levar ao cancro da pele”, disse.

O melanoma é o quinto cancro mais comum no Reino Unido, com mais de 13 mil pessoas diagnosticadas com a doença por ano.

Fonte: BBC Brasil
http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/06/140611_cancer_pele_prot…

Looks like you have blocked notifications!
93,875Fans
627Seguidores
276seguidores
6,774seguidores
3,579Seguidores
94Subscritores
3,369Membros
15,245Assinantes
 Segue o nosso canal
Faz um DonativoFaz um donativo

Comenta no Facebook

Pub

wolfspell

Administrador da PortalEnf e apaixonado pela Enfermagem. Queres ser Editor da PortalEnf e publicar artigos e notícias? Contata-nos!

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo
Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
Partilha isto com um amigo
pasaran togel