Enfermagem como profissão de risco- Artigo de Opinião

2 572

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Acabo de ler , nos Estados Unidos a enfermagem é considerada uma profissão de risco:
– Risco de sofrer violência física e psicológica;
– Exposição a radiações desnecessária;
– Exposição a produtos químicos, para desinfecção;
– Exposição a drogas/resíduos biológicos contaminados;
– Acidentes com materiais corto/perfurantes com risco biológico;
– Lesões músculo-esqueléticas;
– Contacto com doenças infecto contagiosas diariamente;

Agora explique-me como podem os enfermeiros em Portugal a trabalhar 40h semanais, prestar cuidados de qualidade quando lhes é “imposto” horas a mais de volume de trabalho calculadas, para além das 8horas que um turno têm?
Como pode um governo sujeitar um profissional que cuida da saúde do seu povo a um aumento do contacto com todas estas situações de risco…
Como pode um governo fechar os olhos ao facto dos profissionais de saúde necessitarem do devido descanso por trabalharem por turnos, de forma a minimizarem os riscos/acidentes em trabalho bem como o facto de terem disponibilidade psicológica para cuidarem do seu povo bem como deles próprios. Como pode o governo esquecer-se que os Enfermeiros são famílias e que nessas famílias existem crianças… e que quem trabalha nestas condições, não têm condição para cuidar dos seus.
Como pode alguém privar outro alguém de ter uma vida para além do trabalho? Será que os governantes governam por devoção ou seriam as subvenções vitalícias que os motivaram para assumir essa tarefa… Os Enfermeiros são enfermeiros porque gostam de cuidar… mas de certeza que poucos são os que imaginaram este cenário de desconexão à realidade que o governo criou em torno da nossa nobre profissão, onde parece que nos querem acorrentar com todas estas medidas que mais parecem de uma ditadura, retirando as forças a todos os enfermeiros de fazer com arte o que tão bem aprenderam, cuidar do ser humano de uma forma holística…

Por fim para quem desconhece os contornos da profissão, e os midia que sempre tão “bem” têm sabido apoiar os enfermeiros quando estes se querem fazer ouvir não abdicando do seu direito à greve. Sempre que estes fazem um directo nunca nada “pára”, tudo funciona dentro da normalidade excepto as cirurgias… de facto tudo funciona porque em dias de greve os enfermeiros têm de prestar cuidados minimos de saude, ou seja, tão reconhecidos bons enfermeiros que somos lá fora, fazemos tudo , mas como menos colegas nos serviços, ou seja o dobro do esforço para que nos oiçam e claro a saúde chegue a todos…
A nossa greve é a trabalhar…. é isso que ninguém diz. Até no direito à greve nos é “imposto” algo!

Com tantas condicionantes , esquecem-se ainda que somos licenciados, que estudamos durante 4 anos e que somos dos Enfermeiros mais bem formados por esse mundo fora.

Em suma trabalhamos mais , estamos mais expostos a riscos, prestamos piores cuidados, descansamos menos, e tudo se torna um ciclo vicioso.
Não temos tempo para cuidar/ constituir famílias. Não somos remunerados conforme o grau académico e tudo o que a profissão envolve ( se acham que o que foi enunciado anteriormente não seja razão suficiente para tal ).

No fim de isto apenas gostava que quem não é enfermeiro se colocasse na nossa posição e no mínimo fazer parte desta “revolta”, porque de certeza são vocês ou os vossos filhos que indirectamente irão sofrer mais num futuro bem próximo.

Isto foi um desabafo, quem quiser partilhar está à vontade, pode ser que a mensagem chegue às pessoas certas.

Autor : Luís Gomes

Ver Fonte

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina aqui a nossa Newsletter e recebe todas as novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinar. Vais receber um mail... verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo