Saúde e bem-estar

“Valor que pagamos aos nossos médicos é do mais alto que pagamos a qualquer licenciado em Portugal”

Ministro da Saúde responde à manchete de hoje do DN: França paga até 15 mil euros a médicos de família portugueses, quando estes ganham em Portugal, em início de carreira, 2746 euros brutos.

O ministro da Saúde considerou hoje que a saída de médicos de família para países como a França, onde os ordenados rondam os 15 mil euros, decorre das regras do mercado de trabalho internacional.

A falta de clínicos em França ou na Irlanda está a levar aqueles países a recrutar profissionais portugueses, oferecendo-lhes cerca de 15 mil euros mensais, quando em Portugal o salário destes profissionais em início de carreira é de 2.746 euros brutos, revela a edição de hoje do Diário de Notícias.

Questionado sobre esta situação, o ministro da Saúde, Paulo Macedo, defendeu que o mercado de trabalho de “qualquer profissão diferenciada, das pessoas com competências específicas, (…) é o mercado internacional”, lembrando nomes de profissionais que foram trabalhar para fora “e regressaram como mais-valias”, como João Lobo Antunes, Manuel Antunes ou Sobrinho Simões.

“O valor que nós pagamos aos nossos médicos, quer quando acabam a licenciatura, quer quando acabam a especialidade, é do valor mais alto que pagamos a qualquer licenciado em Portugal. (…) À saída da faculdade, no Estado e mesmo no sector privado, em muitos casos, ninguém paga valores tão elevados como nós pagamos aos médicos. E também, ao fim de quatro anos, são dos valores mais altos que qualquer licenciado ganha em Portugal”, defendeu Paulo Macedo, à margem da cerimónia de tomada de posse do novo conselho diretivo do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA).

O ministro reconheceu que possam existir “eventuais problemas de remuneração dos médicos, mas em graus e outros níveis de experiência na carreira”.

“Obviamente que nós temos como objetivo fixar um conjunto de médicos em Portugal e inclusive temos o caso de vários médicos que foram estudar para o estrangeiro e estão a voltar para Portugal para fazer a sua formação”, afirmou.

Questionado sobre a decisão do Tribunal Constitucional (TC) sobre os aumentos de descontos para a ADSE (Direção-Geral de Proteção Social aos Trabalhadores em Funções Públicas) e outros subsistemas de saúde do Estado, Paulo Macedo remeteu o assunto para o Ministério das Finanças.

Publicidade

O TC deu “luz verde” aos aumentos das contribuições para a ADSE dos funcionários públicos e pensionistas de 2,5 para 3.5%, uma medida que começou a ser aplicada em junho e que levou os deputados do PCP, BE e PEV a pedirem ao TC a fiscalização do diploma.

“Os descontos é uma matéria do Ministério das Finanças, portanto, sobre isso, não me vou pronunciar”, disse Paulo Macedo.

Paulo Macedo lembrou que a decisão do TC vai manter o que estava a ser aplicado desde junho: “Vai-se pôr em prática o que tinha sido delineado de haver um aumento dos descontos para a ADSE tendo em vista a sustentabilidade futura da ADSE. Neste momento, a ADSE tem um saldo positivo, mas, como sabemos, temos um envelhecimento da população, temos um conjunto de contribuições que é autónoma e que vai permanecer autónoma do Serviço Nacional de Saúde”.

Em abril, o Governo estimou que estes aumentos iriam permitir um encaixe de 261 milhões de euros em 2014 e mais 75 milhões em 2015.

Para os sindicados, a decisão do TC vai “empobrecer mais os trabalhadores”, segundo palavras da coordenadora da Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública e da Federação dos Sindicatos da Administração Pública (FESAP).

Após a tomada de posse do novo presidente do INSA, Fernando de Almeida, o ministro foi ainda questionado pelos jornalistas sobre a eventualidade de, também em Portugal, se discutir a eutanásia: “Nós não temos nenhum projeto nessa matéria”, respondeu.

Fonte: Diário de Notícias

Nota:

E depois há a classe dos enfermeiros que são os mais mal pagos de todos os licenciados neste país e em comparação com todos os países ditos desenvolvidos! Não há vergonha!!!!

Veja o nosso artigo “Diferenças salariais abissais entre médicos e Enfermeiros” ganham destaque no Blog “Orgulhosamente Enfermeiro” que fala sobre este assunto.

Looks like you have blocked notifications!

Pub

Nuno Miguel

Um simples animal humano, verdadeiro apaixonado pela Enfermagem e pela Medicina. A lua é o meu limite 😜.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo
Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

Keuntungan Bermain Di Situs Judi Bola Terpercaya Resmi
error: Alert: Conteúdo protegido !!