Voz de familiares pode ter papel vital na recuperação do coma

0 13

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um estudo de uma univerisidade norte-americana mostra como as vozes de familiares e de pessoas próximas podem ajudar na recuperação do coma.
São muitos os familiares e as pessoas próximas de pacientes em coma que se perguntam se estes são capazes de os ouvir.

Este novo estudo, da “Northwestern Medicine and Hines VA Hospital”, publicado no jornal “Neurorehabilitation and Neural Repair” no dia 22 de Janeiro, responde a esta questão revelando que os pacientes em coma que ouviram histórias que lhes são familiares contadas pelos parentes, quatro vezes por dia durante seis semanas, através de gravações, recuperaram a consciência significativamente mais depressa do que aqueles que não as ouviram.

“Acreditamos que ao ouvir essas histórias através de parentes e pessoas próximas, as vozes entram nos circuitos cerebrais responsáveis pelas memórias de longo prazo,” refere uma das autoras principais do estudo, a neurocientista Theresa Pape. “Esta simulação ajuda a identificar o primeiro vislumbre de consciência.”

Como resultado deste processo, os pacientes em coma acordam mais facilmente, tornam-se mais atentos ao ambiente que os rodeiam e começam a responder a conversas e instruções.

“É como sair de uma anestesia,” afirma Pape. “É o primeiro passo para a recuperação total da consciência.”

Este tratamento centrado nas vozes de familiares pode também trazer benefícios aos próprios parentes. “As famílias sentem-se inúteis e desamparadas quando um ente querido está em coma”, explica Pape. “É um sentimento terrível. Isto dá-lhes uma sensação de controlo da recuperação do paciente e a oportunidade de fazer parte do tratamento.”
Fonte: Visão

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo