“Só a vacina não chega”. Cancro do colo do útero mata uma mulher por dia

0 14

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Esta quinta-feira arranca mais uma campanha de sensibilização para o problema. O cancro do colo do útero é o segundo mais frequente e o sexto que mais mata em Portugal.

A cada dia uma mulher morre com cancro do colo do útero em Portugal. Todos os anos surgem 900 novos casos da doença.

Apesar do sucesso da vacina e dos rastreios para prevenção, “o cenário ainda é dramático”, sublinha Vítor Veloso, vice-presidente da Liga Portuguesa contra o Cancro (LPCC), que lança, esta quinta-feira, mais uma campanha de sensibilização contra a doença.

“Ainda morre uma mulher por dia por cancro do colo do útero e, ainda por cima, são mulheres novas, produtivas, normalmente entre os 25 e os 55 anos. Nós queremos que este panorama mude, e em vez de uma morte por dia conseguirmos uma morte de dez em dez dias ou uma morte por mês”, estima o especialista.

“A vacina é fundamental, entre os 10 e os 50 anos, mas não é suficiente”, alerta o responsável, em declarações à Renascença. “Desde que nós conseguimos que a vacina fosse introduzida no plano nacional de vacinas, isso levou a que a mulher relaxasse um bocadinho em relação ao exame complementar à vacinação, o papa nicolau. Um exame fundamental, de dois em dois anos, e que é gratuito nos centros de saúde”.

O vice-presidente da LPCC sublinha que cancro do colo do útero é evitável e lamenta que seja ainda o segundo mais frequente e o sexto que mais mata em Portugal.

Fonte: Renascença

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo