Como funciona a Terapia de Feridas por Pressão Negativa?

1 3.684

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A terapia de feridas por pressão negativa aplicada ao tratamento de feridas é uma tecnología não invasiva que favorece a cicatrização. O objetivo desta terapia é conseguir um gradiente de pressão que diminui desde que sai da bomba geradora de pressão até que chegue à ferida.

 

Mecanismo de acção

Existem múltiplos mecanismos de acção responsáveis pelos benefícios terapêuticos da terapia de pressão negativa intimamente relacionados entre eles que são:

  • Contracção da ferida.
  • Eliminar o exsudado e o tecido não-viável.
  • Melhorar o aporte sanguíneo.
  • Promover a formação do tecido de granulação (capilares e tecido conjuntivo).
  • Estimular fisicamente a mitose.

Indicações:

  • Feridas resistentes ao tratamento convencional.
  • Tratamento de feridas que se prevê que sejam de longa duração.
  • Tratamento de feridas profundas e com elevada quantidade de exsudado.
  • Como tratamento para a preparação do leito da ferida (ex: Tratamento prévio a enxerto).
  • Como tratamento coadjuvante a outras terapias ou intervenções(ex: Melhorar a fixação de um enxerto).

 

Em termos da etiologia das feridas, são susceptíveis de serem tratadas com pressão negativa:

  • Feridas agudas e traumáticas.
  • Úlceras por pressão grau 3 e 4.
  • Úlceras venosas.
  • Úlceras diabéticas sem compromisso arterial.
  • Enxertos e retalhos.
  • Fístulas entéricas exploradas.
  • Deiscências cirúrgicas.
  • Feridas pós-reconstrutivas que requerem drenagem.

Contra- indicações:

  • Osteomielite sem tratamento.
  • Feridas malignas (excepto como cuidados paliativos).
  • Fístulas não exploradas.
  • Órgãos expostos, vasos sanguíneos ou estruturas maiores.
  • Tecido necrótico com presença de escaras.
  • Patologia arterial periférica severa.
  • Em cavidades ou sinus que não se podem explorar.

Precauções:

  • Problemas de hemostase ou hemorragia activa.
  • Pacientes submetidos a terapia anti-coagulante.
  • Pacientes em estado de nutrição não tratada.
  • Pacientes não colaboradores.
  • Feridas muito próximos de vasos sanguíneos e/ou a estruturas delicadas.
  • As feridas infectadas podem necessitar de mudanças de penso mais frequentes ou combinação com prata nanocristalina (ACTICOAT* Flex).

Fonte: http://feridas.smith-nephew.pt

 

 

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo