Cuidados de Enfermagem ao doente com tração

0 3.879

O princípio da tração é a contínua ação de um peso alinhado com a extremidade fraturada. A ação do peso mantém a redução da fratura, imobiliza o segmento fraturado, servindo como medida analgésica. Muitas vezes é utilizado de forma provisória até o dia do tratamento da fratura de forma cirúrgica (fraturas do quadril em idosos).

Função da tração: Utilizada para minimizar os espasmos musculares; Reduzir, alinhar e imobilizar fraturas; Reduzir as deformidades; Aumentar os espaços entre as superfícies da fratura.

O peso pode ser colocado no membro por 2 maneiras:

-Tração cutânea: um esparadrapo fixado à pele
-Tração esquelética: através de um pino de aço inserido no membro fraturado

Algumas fraturas podem ser tratadas definitivamente em tração, como algumas fraturas de bacia. Neste caso, utiliza-se atração esquelética com 10% do peso corporal. O máximo de peso que pode ser colocado na tração cutânea é de 2,5 kg. Por isso a tração esquelética causa a restrição parcial dos movimentos do paciente. Um dos principais problemas é a úlcera por pressão, que pode apresentar-se na região sagrada, trocantéricas direita e esquerda, calcâneas e tibial.

Podem surgir por:

O contato prolongado com a humidade devido a transpiração, urina, fezes ou líquido de drenagem produz a maceração da pele. A pele reage às substâncias cáusticas nessas secreções e tende a romper-se. Uma vez rompida a pele, a área é invadida por microrganismos e a infecção acontece.

CUIDADOS – Observar as eliminações do paciente, trocar roupa de cama sempre que esta estiver úmida e secar bem a pele, após a troca ou banho.

Imobilidade – O aparecimento da úlcera está diretamente ligado à duração da imobilidade. Se esta for prolongada, ocorrem necrose tissular e trombose de pequenos vasos. As áreas de proeminência óssea são mais suscetíveis ao desenvolvimento da ulceração porque são cobertas por pele e pequena quantidade de tecido subcutâneo.

CUIDADOS – Mudança de decúbito, dentro das limitações impostas pela tração e massagem local, preferencialmente com óleos graxos.

Atrito e tracionamento – As forças mecânicas contribuem para o desenvolvimento de úlceras de pressão. As úlceras devidas a atrito e tração ocorrem quando o paciente desliza para a parte inferior da cama ou quando é movimentado ou posicionado inadequadamente.

CUIDADOS – Manter roupa de cama o mais esticada possível, contar sempre com auxílio de mais profissionais para movimentar o paciente, usar coxins para diminuir atrito.

Pinos – Os pacientes com tração esquelética contam com diversos pinos e hastes transpassando seus membros.

CUIDADOS – Avaliar os locais dos pinos à procura de sinais de irritação e infecção. Proceder a limpeza e desinfecção do local, fazendo curativos diários.

Cuidados Nervosos: A tração pode pressionar terminações nervosas periféricas, é importante avaliar qualquer alteração na sensação ou comprometimento na movimentação das extremidades expostas a tração.

Cuidados Circulatórios: A tração pode pressionar o leito circulatório da região onde é fixada, é importante avaliar qualquer alteração de sensibilidade ou coloração do membro com a tração (enchimento capilar, e sinal de Homan positivo).

O melhor da PortalEnf...

Assina e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Segue-nos nas redes sociais!

Partilha isto com um amigo