Como evitar as lesões por pressão num acamado

0 951

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Os doentes ou idosos acamados são mais susceptíveis a desenvolverem lesões por pressão simplesmente porque passam muito tempo sentados ou deitados e muitas vezes na mesma posição. A formação de lesões por pressão está diretamente relacionada com a pressão que é colocada sobre determinadas partes do corpo e que acaba por reduzir a circulação sanguínea. Se a posição da pessoa não é mudada regularmente, o fornecimento de sangue pode tornar-se tão baixo que se dá a formação de lesões por pressão – feridas abertas e dolorosas. Saiba como preveni-las.

Uma vez que os acamados passam grande parte do dia deitados, é importante garantir o seu conforto e higiene, ambas igualmente importantes na prevenção de escaras. Opte sempre por lençóis 100% algodão que, para além de combaterem a transpiração, podem ser lavados a temperaturas elevadas.

Para evitar as lesões por pressão num acamado, é crucial que os lençóis sejam mudados diariamente e que estes se mantenham sempre esticados – para além de serem incômodos para uma pessoa acamada, os lençóis enrugados podem limitar a circulação e contribuir para a formação de lesões por pressão.

Uma das coisas mais importantes que podem ser feitas para evitar as lesões por pressão num acamado é a constante alteração da sua posição. Uma pessoa acamada deve mudar de posição (ou ser ajudada a mudar de posição) de duas em duas horas. No caso de estar sentado numa poltrona ou cadeira de rodas, tente mudar de posição a cada 15 minutos.

Outra forma de evitar as lesões por pressão numa pessoa acamada é através da utilização de almofadas. Um acamado deve evitar estar deitado diretamente sobre o osso da anca, principalmente quando estiver posicionado de lado, optando sempre por apoiar-se numa almofada para assegurar que o peso do corpo esteja sobre as nádegas em vez de sobre o osso da anca. As almofadas também devem ser usadas para manter os joelhos e os tornozelos afastados; sendo ainda posicionadas sob a barriga da perna, de forma a levantar ligeiramente os tornozelos.

As lesões por pressão têm uma maior tendência para se desenvolverem nas zonas mais ossudas do corpo, ou seja, para prevenir, é importante estar atento às seguintes áreas: calcanhares, ancas, cóccix, omoplatas, costas, joelhos e nuca.

Assegurar a higiene pessoal de um acamado é crucial não só para o seu bem-estar e dignidade, como para evitar a formação de lesões por pressão. Dar banho a um acamado permite a quem dele cuida observar o estado da sua pele, aplicar um creme hidratante para evitar que a pele seque demasiado e administrar pequenas massagens que ativam a circulação, o que é sempre benéfico para a prevenção de lesões por pressão num acamado.

Se verificar a existência de uma ou mais lesões por pressão no acamado, é crucial que sejam tratadas imediatamente, de forma a prevenir infeções. As lesões por pressão devem ser limpas com água e sabão ou uma solução antisséptica, seguida da aplicação de uma pomada antibiótica e depois tapadas com gaze esterilizada. Se, após uma semana, a ferida não estiver cicatrizada, se a zona adjacente estiver sensível, vermelha ou inchada ou se a pessoa se queixar de dores, consulte o seu médico.

Existe já uma grande variedade de equipamento anti-escara que pode ser extremamente benéfico para uma pessoa acamada. As almofadas anti-escara, os colchões anti-escara e os diferentes apoios localizados anti-escara (específicos para determinadas partes do corpo) foram concebidos de forma a reduzir ou eliminar a pressão das zonas mais suscetíveis à formação de lesões por pressão, assim como para o alívio de lesões por pressão já existentes.

Fonte: Cuidamos.com

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo