Insuficiência renal: Ordem e doentes exigem mais enfermeiros

0 14

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Trabalhar em conjunto pelo cumprimento das dotações seguras foi o acordo estabelecido entre a Ordem dos Enfermeiros (OE) e a Associação Portuguesa de Insuficientes Renais (APIR) no passado dia 20 de Julho, na Sede da OE.

Em causa, o reduzido número de enfermeiros que presta cuidados de Enfermagem nos centros privados de hemodiálise aos 12 mil doentes renais existentes em Portugal Continental e Regiões Autónomas.

Neste encontro, a APIR fez referência ao Manual de Boas Práticas de Diálise Crónica, do Colégio da Especialidade de Nefrologia da Ordem dos Médicos, onde especifica que o rácio ideal é de um enfermeiro para quatro doentes, o que na prática não acontece.

Sobre esta matéria, Luís Barreira, Vice-presidente da OE, explicou que a Ordem realiza Visitas de Acompanhamento do Exercício Profissional com o intuito de verificar o cumprimento das dotações seguras previstas nos vários manuais de qualidade existentes e no Regulamento nº 533/2014 – Norma para o Cálculo de Dotações Seguras dos Cuidados de Enfermagem(link).

A alteração da legislação referente ao transporte de doentes não urgentes foi outra das temáticas abordadas. A APIR pediu ajuda à Ordem para sensibilizar os decisores políticos para esta questão

De referir que a OE irá publicar brevemente o Guia Orientador de Boa Prática – Cuidados à pessoa com doença renal crónica terminal em hemodiálise.

Fonte: Ordem dos Enfermeiros

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo