Dietas com suplementos naturais podem melhorar a visão

0 35

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Será possível amenizar, com mudanças na dieta, problemas de visão que se agravam com a idade? O médico e apresentador da BBC Michael Mosley foi atrás da resposta. Eis o que ele descobriu…

«A minha visão nunca foi boa. Passei a maior parte da minha vida a usar óculos e, à medida que envelheço, a expectativa é que a situação apenas piore. Quando a equipa do programa da BBC «Trust Me, I’m a Doctor» pediu-me para tentar tomar suplementos para melhorar a minha visão, reagi com cepticismo – não sou fã de suplementos. Mesmo assim, encontrei-me com John Barbur, professor da City University de Londres, para fazer um exame completo de visão», contextualizou.

«Ele interessou-se muito pela minha retina, a parte do olho sensível à luz, e fez-se olhar para um ecrã de computador no escuro durante horas, enquanto ocorriam outros exames e testes para medir as minhas limitações na percepção de cores, a minha visão nocturna e a minha capacidade de detectar objectos pequenos e imagens ténues. Também foi medido o nível de protecção da área mais delicada da minha retina, a mácula, contra danos causados por luzes azuis de alta energia e raios UV», explicou.

Essa proteção, feita de um «pigmento macular» amarelado, é uma espécie de filtro solar natural que temos para proteger as células que detectam a luz.
Os resultados foram fascinantes e deprimentes. «A minha capacidade de detectar as cores amarela e azul era muito baixa. A minha visão nocturna e percepção de detalhes também são baixas comparadas com as de pessoas mais jovens, mas estão de acordo com a minha idade. A equipa da BBC entregou-me de seguida vários suplementos que durariam 90 dias e que deveriam ajudar.»

Os suplementos têm concentrações de certos compostos encontrados em plantas. Foram extraídos de calêndulas, mas dois dos compostos mais importantes – luteína e zeaxantina – também são encontrados numa série de alimentos que consumimos regularmente, como gemas de ovo, espinafres e couve.

Uma equipa de pesquisadores americanos elaborou a receita de uma bebida diária que, esperam, possa fornecer a quantidade adequada de luteína e zeaxantina.

Era uma mistura de frutas e verduras como couve e kiwi com gorduras como leite e gérmen de trigo, que ajudam a absorver os compostos mais importantes.

«Doze semanas depois, voltei à City University para ver se o consumo diário de suplementos tinha feito alguma diferença na minha visão», afirmou.

Os resultados foram surpreendentes até para John Barbur: houve melhorias em vários aspectos da sua visão.

A percepção do azul e do amarelo tinha voltado ao normal e a visão noturna estava muito melhor. Os níveis do pigmento macular de proteção também melhoraram.

John Nolan, da Universidade de Waterford, na Irlanda, não ficou tão surpreso. Ele e uma equipa de pesquisadores estudam os pigmentos maculares há anos e recentemente completaram um teste de um ano com mais de 100 participantes no qual eles observaram resultados parecidos.

Eles perceberam que a mudança na dieta com os três pigmentos maculares – luteína, zeaxantina e mesozeanxantina – levou a melhoras significativas na protecção da mácula e também melhorou a visão.

Também há provas de que este tipo de suplementação pode ajudar a desacelerar ou até mesmo evitar a degeneração macular relacionada com o envelhecimento. Mas ainda existe polémica em relação a estes resultados.

Fonte: Diário Digital

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo