Beber água em excesso pode ser prejudicial

Woman drinking water bottle outdoors --- Image by © Image Source/Corbis
0 122

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O consumo de quantidades excessivas de água pode causar uma intoxicação potencialmente fatal. O estudo publicado no “Proceedings of the National Academy of Sciences” põe em causa a ideia de que se deve beber oito copos por dia.

No estudo, a equipa liderada pelos investigadores da Universidade de Monash, na Austrália, identificou pela primeira vez o mecanismo que regula a ingestão de fluidos e que impede o seu consumo excessivo. Após a ingestão excessiva de fluidos há a ativação de um mecanismo no cérebro que impede ingestão de mais líquidos, ajudando, desta forma, a garantir os volumes adequados no organismo.

Michael Farrell, um dos autores do estudo, refere que se bebermos o que o corpo nos pede provavelmente vamos ingerir a quantidade adequada. Deste modo, deve-se beber de acordo com sede e não em função de um horário programado.

Para o estudo, os investigadores solicitaram aos participantes para taxar a quantidade de esforço necessário para beber água após a prática de exercício (quando tinham sede) e mais tarde quando foram persuadidos a ingerir uma quantidade excessiva de água.

Comparativamente com a ingestão de água após o exercício físico, os participantes sentiram três vezes mais dificuldade em beber água quando não tinham sede. Estes resultados sugerem assim que se tem de ultrapassar algum tipo de resistência para ingerir água em excesso.

“Isto é compatível com a noção de que que o reflexo de deglutição fica inibido quando já se bebeu água suficiente”, referiu o investigador.

Posteriormente, os participantes foram submetidos a ressonâncias magnéticas funcionais para medir a atividade de várias partes do cérebro, tendo-se focado no período logo após a deglutição. O exame imagiológico demonstrou que o córtex pré-frontal direito estava muito mais ativo quando os participantes tentaram beber em esforço. Estes resultados sugerem que esta região cerebral se sobrepõe à inibição da deglutição, o que permite o consumo excessivo de água.

Os investigadores referem que beber água em excesso pode causar intoxicação por água, ou hiponatremia, uma condição que ocorre quando os níveis vitais de sódio no sangue se tornam anormalmente baixos, podendo provocar sintomas que variam entre letargia e náuseas até convulsões e coma.

Referências

Estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”

Fonte: Univadis

 

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo