Enfermeiros penhoram contas da ULS da Guarda em mais de meio milhão

0 115

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um grupo de enfermeiros da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda conseguiu penhorar as contas da instituição num valor superior a meio milhões de euros, valor que a ULS está, alegadamente, a dever-lhes desde 2008.

O caso arrasta-se há oito anos, altura em que os enfermeiros foram contratados em regime de “falsos recibos verdes”. Apesar de, entretanto, já terem sido integrados na ULS, desde essa altura reclamam que a instituição não lhes pagou o devido e, segundo noticia a RTP, depois de diversas tentativas de haver o dinheiro, os enfermeiros conseguiram agora que as contas da instituição fossem penhoradas.

A atual direção da ULS de Guarda não encontra justificação “moral” para esta ação judicial visto que “essa ação tem a ver com subsídio de férias e subsidio de natal de outrora, antes de serem integrados. A ULS da altura pagava-lhes 10 euros à hora, que era um valor que já continha essas percentagens”, conta à RTP Carlos Rodrigues, presidente da unidade.

O responsável garante, no entanto, que não há qualquer descriminação em relação aos enfermeiros que moveram as ações contra a instituição e que essa penhora não põe em causa o normal funcionamento da unidade.

“Nós temos um orçamento que pode ser poupado noutras áreas para poder ser pago aí. É claro que aí não pode deixar de ser pago, porque é o tribunal que manda, mas não põe em causa o funcionamento da ULS…embora entendamos que, moralmente, essas pessoas já estavam pagas, não juridicamente mas moralmente, estariam ressarcidas desse valor que reivindicam”, adianta.

Fonte: jornalenfermeiro.pt

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo