Pai fica rico ao aproveitar-se da doença rara da filha

0 52

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Homem inventou viagens, médicos e curas para receber donativos durante vários anos

Nas últimas semanas, o caso de uma menina de 11 anos que sofre de uma doença rara tem inundado as redes sociais em Espanha e criado uma onda de solidariedade. Agora, foi revelado que a história de Nadia Nerea pode não ser aquilo que parece.

Nadia vive em Lérida, na Catalunha, com os pais e sofre de tricotiodistrofia, uma doença genética que provoca envelhecimento precoce, dificuldades motoras, atraso no desenvolvimento intelectual e problemas de visão. Com 11 anos, a menina tem uma capacidade intelectual e motora, bem como uma acuidade visual de uma pessoa de 80.

Fernando Blanco, pai de Nadia Nerea está a ser acusado de se ter aproveitado da doença da filha para conseguir dinheiro e ter inventado várias mentiras no processo. Esta segunda-feira, Blanco afirmou que vai devolver os 301 mil euros que lhes foram doados, promessa que repetiu na conta de Facebook da Associação Nadia Nerea para a Tricotidistrofia.
Publicação que foi despois removida:

O pai confessou ainda que mentia à mulher, dizendo que ia levar a filha para Houston, quando na verdade a levava a curandeiros, segundo o El País.

Só na semana passada, a família de Nadia recebeu em quatro dias 153 mil euros em doações, após um jornal espanhol ter contado a história da menina.

O pai disse que queria juntar dinheiro para levar Nadia para Houston, Estados Unidos, onde ela faria uma operação que lhe poderia salvar a vida, após ter feito outras quatro cirurgias neste país.

Blanco contou ainda que lhe foi diagnosticado há três anos um cancro no pâncreas com metástases no fígado que ele se recusa a tratar até encontrar uma solução para a filha. “Não vou a nenhuma porcaria de médico até que minha filha esteja encaminhada”, chegou a dizer o homem, passando assim a ideia de pai dedicado.

A história de Nadia foi partilhada milhares de vezes e criou uma onda de apoio pelas redes sociais. A hashtag #UnaGranHistoriaDeAmor (uma grande história de amor, em português) foi usada para descrever o amor do pai, que recusava iniciar o tratamento contra o cancro, para dedicar toda a atenção à filha.

Contudo, o discurso de Blanco tinha muitas lacunas que foram sendo descobertas com o tempo, como apontou o jornal El País.

Primeiro, porque Blanco disse que o diagnóstico de cancro foi feito na clínica Teknon, em Barcelona. Contudo, segundo um porta-voz da clínica, não há nenhum registo de Blanco como paciente.

Quanto à doença da filha, o caso piora de figura. A família vai a programas de televisão e organiza angariações de fundos em nome de Nadia desde 2008, sempre dizendo que a menina está em estado terminal. No entanto, fontes revelaram ao jornal espanhol que nenhum médico dos centros de saúde ou hospital da região onde vive faz o acompanhamento da menina há três anos.

Blanco diz que a filha foi operada quatro vezes nos Estados Unidos, mas não revela o nome dos médicos que fizeram as cirurgias. O pai afirma que a doença da filha estava a ser estudada por Ed Brown, um médico ligado à NASA e aos vencedores do prémio Nobel de Medicina de 2013 que lhe proibiu de dar o nome dos colegas e mais dados sobre o caso.

Não é possível encontrar mais informações sobre este médico, nem na internet, pois, segundo o pai, “ele trabalha para o governo”. “Estive com ele, viu minha filha quatro vezes. A melhor prova é que minha filha está aqui”, explica Fernando Blanco. “Mas Brown morreu há dois anos. Ele tinha 80 anos”

Blanco diz também que viajou para países como Guatemala, Índia, Panamá, Rússia, Brasil, Argentina, Finlândia, Cuba e Chile à procura de médicos especialistas em tricotiodistrofia. Nesta busca, pai e filha terão passado também um mês no Afeganistão, “sob as bombas”, para encontrar a caverna onde vive um dos maiores especialistas do planeta.

Contudo, Blanco não mostra nenhuma fotografia nem vídeo da filha no exterior, apesar de vários jornais terem pedido imagens das viagens. Ele argumenta que quer guardar os detalhes da ida ao Afeganistão para publicar um livro quando “houver um final feliz para Nadia”.

Além disso, Blanco afirmou que a menina vai a Houston, onde já esteve no passado, para fazer uma operação revolucionária com uma “manipulação genética proibida na Espanha”. Esta cirurgia implicaria fazer “três buracos na nuca” da criança, o que vários médicos consideraram ridículo.

“A história dos buracos na nuca e a caverna no Afeganistão são detalhes dignos de histórias de banda desenhada”, afirmou o investigador espanhol Lluis Montoliu, especialista no tratamento para doenças raras.

Ana Patiño, geneticista da Clínica Universidade de Navarra que chegou a atender Nadia em 2006, descreveu a história que leu nos jornais como “alucinante”, assim como o tratamento que o pai disse ter encontrado.

Ainda sobre as viagens, Nadia foi operada em 2012 no Houston Children’s Hospital, no estado do Texas, segundo o pai. O problema é que este hospital não existe.

No Texas estão localizados o Children’s Memorial Hermann Hospital e o Texas Children’s Hospital, que têm nomes parecidos que poderiam justificar um engano de Fernando Blanco. Contudo, nenhum dos dois hospitais tem registo de uma paciente com o nome de Nadia Nerea.

Um porta-voz do Children’s Memorial Hermann Hospital disse ainda que a operação descrita por Blanco “não faz sentido do ponto de vista científico”.

O pai disse também no passado que a doença da filha é “a segunda doença mais rara do mundo, com apenas 36 casos conhecidos”. Ora o especialista Juan Ferrando desmentiu esta informação e disse ao El País que há pelo menos 200 casos conhecidos e que a maioria nem é tão grave. Ferrando disse ainda que conhece “todos os cientistas de referência” e que “a história do especialista numa caverna no Afeganistão é uma mentira”.

Fernando Blanco foi condenado em 2000 a uma pena de prisão de quatro anos por desviar 120 mil euros da empresa onde trabalhava.

Fonte: DN

Gostar
Seguir
google

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo