Alternativa não tóxica à quimioterapia permite reduzir tempo de tratamento para um quarto

0 73

Um grupo de investigadores da Faculdade de Ciências Químicas da Universidade de Salamanca, em Espanha, alcançou um progresso sem precedentes na conceção de uma alternativa não tóxica à quimioterapia, através da utilização de nanocápsulas inteligentes capazes de reconhecer e aplicar diretamente o fármaco nas células tumorais.

 

Graças ao apoio recebido pela Areces Fundação Ramón, esta equipa quer alterar a quimioterapia convencional realizada nos doentes com cancro do pulmão através do desenvolvimento de um spray que funciona como um inalador convencional e inclui um veículo inteligente capaz reconhecer as células tumorais, minimizar os efeitos tóxicos e sem qualquer reação adversa em contacto com o tecido de pulmão.

O spray também permite oferecer uma maior autonomia aos pacientes na administração da quimioterapia.

«Tentamos reduzir para um quarto o tempo do tratamento de quimioterapia», bem como «reduzir a «quantidade de medicamento utilizado e, como consequência, a toxicidade», explica Eva Martín Valley, coordenadora da equipa, à La Gaceta, de Salamanca.

Segundo a professora de Engenharia Química, o novo financiamento obtido de 120 mil euros para os próximos três anos vai permitir que «em dois anos, ou talvez menos», iniciar ensaios “in vivo”».

Fonte: Univadis

Gostar
Seguir
google
Loading...
Assina a Newsletter

Ao assinares a Newsletter vais receber no teu mail as notícias e novidades da PortalEnf

Não fazemos Spam e respeitamos a tua privacidade
Assina a Newsletter
close-link
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo