Novas recomendações sobre a não prescrição de IBPs

0 860

A preocupação sobre o uso excessivo de inibidores da bomba de prótons (IBPs) tem aumentado, com estudos fornecendo evidências sobre a falta de uma indicação continuada para cerca de 40% a 55% dos pacientes de assistência primária apenas nos Estados Unidos e Reino Unido.

Contudo, diminuir a prescrição de IBPs pode ser difícil, e as novas diretrizes publicadas no Canadian Family Physician têm como objetivo auxiliar na tomada de decisão sobre quando e como reduzir a dose ou suspender o uso de IBPs.

As diretrizes recomendam que a dose diária de IBPs deve ser diminuída ou interrompida e modificada para uso sob demanda em adultos com sintomas GI superiores e que concluíram um curso mínimo de quatro semanas de tratamento com IBPs resultando na resolução dos sintomas gastrointestinais (GI) superiores.

Pode-se também considerar o uso de antagonista do receptor de histamina-2 (ARH2) como alternativa para os IBPs.

Para aqueles com DRGE leve a moderada ou com sintomas GI superiores cujos sintomas não são contínuos, as diretrizes estabelecem que reduzir a dose de uma IBP não resulta em uma recidiva significativamente maior em comparação ao tratamento continuado com a dose padrão.

Tanto a terapia por demanda quanto reduzir a terapia para ARH2 aumentam mais o risco de recidiva dos sintomas do que a diminuição da dose.

Um algoritmo para apoiar a tomada de decisão foi desenvolvido conjuntamente com a diretriz.

Gostar
Seguir
google
Fonte Univadis
Loading...
Assina a Newsletter

Ao assinares a Newsletter vais receber no teu mail as notícias e novidades da PortalEnf

Não fazemos Spam e respeitamos a tua privacidade
Assina a Newsletter
close-link
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo