Ministro sugere ao TC e à ERS a «irem mais longe» nas avaliações ao SNS

0 301

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Adalberto Campos Fernandes convidou o Tribunal de Contas (TC) e a Entidade Reguladora da Saúde (ERS) a irem «mais longe» nas avaliações que fazem sobre o acesso ao Serviço Nacional de Saúde. Ouvido ontem na Comissão Parlamentar de Saúde (CPS), o ministro disse que «quem não deve não teme» e reiterou «formalmente a confiança técnica e política na equipa da ACSS».

Defendendo a ampliação do objeto das instituições auditadas pelo Tribunal de Contas, o governante considera que «o Tribunal de Contas podia e devia ir mais longe», referindo ainda aos deputados que propôs à ERS a realização de «avaliações mensais» e que publicitasse mensalmente ou trimestralmente os seus resultados.

Antes, já a presidente da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), Marta Temido, tinha negado que tivesse havido qualquer limpeza das listas de espera, mas que apenas foram eliminadas das listas os «erros informáticos».

Também ouvido na CPS, o presidente do TC, Vítor Caldeira, chamou a atenção para a diferença entre «falsear» e «falsificar», alegando que o expurgo das listas de espera é algo que é feito há muito tempo pelos sucessivos governos e que «os problemas encontrados no relatório» estão também «identificados há muitos anos».

Fonte Univadis

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo