Como proceder os primeiros socorros iniciais de maneira correta

0 853

Os primeiros socorros básicos devem ocorrer no momento inicial e para ser bem sucedido deve-se avaliar e tratar as necessidades de alguém que sofreu ferimentos ou encontra-se em estresse fisiológico devido a engasgamento, reações alérgicas, ataque cardíaco, drogas ou outras emergências médicas. Eles permitem que você determine rapidamente qual a condição física de alguém e a maneira certa de tratamento. Deve-se sempre procurar por ajuda médica o mais rápido possível, mas seguir alguns procedimentos corretos de primeiros socorros pode fazer a diferença entre a vida e a morte. Você pode seguir o tutorial completo ou buscar por informações específicas nas seções listadas abaixo.

Método1

A Execução dos três “C”

imagem-destaque

  1. Cheque o local. Avalie a situação. Existe algo que possa colocar a vitima em risco ou causar dano? Você ou a vítima estão ameaçados por fogo, gases ou fumaça tóxica, uma construção instável, fios elétrico soltos ou há outro cenário de perigo? Não se coloque em situação onde você pode acabar sendo a vítima.

    • Caso a tentativa de se aproximar da vítima coloque sua vida em risco, procure por ajuda profissional imediatamente; tais profissionais têm alto nível de treinamento e sabem como lidar com estas situações. Os primeiros socorros são inúteis caso não possa prestá-los sem se machucar.
    Chame ajuda. Chame autoridades ou ainda serviços de emergência imediatamente caso você acredite que alguém possa estar seriamente machucado. Se for a única pessoa no local, tente estabilizar a respiração da vítima antes de chamar auxilio. Não deixe a vítima sozinha por muito tempo.
    Cuide bem da pessoa. Cuidar de alguém que acabou de passar por um trauma inclui tanto tratamento físico como apoio emocional. Lembre de permanecer calmo e tente tranquilizar a vítima; faça com que a pessoa saiba que a ajuda está a caminho e que tudo irá ficar bem.
Método2

Cuidando de uma pessoa que esteja inconsciente

Determine o grau de sensibilidade. Caso a pessoa esteja inconsciente, tente acordá-la gentilmente. Você consegue isso fazendo cócegas em suas mãos e pés ou fale com ela. Se não houver nenhuma resposta à atividade, som, toque ou outro estímulo, verifique se está respirando.

Verifique a respiração e a pulsação.  Caso a pessoa esteja inconsciente e impossível de ser acordada, verifique a respiração: procure por um movimento de ascensão na região do peito; escute o som do ar entrando e saindo; sinta o ar com a lateral do seu rosto. Caso não haja sinal algum de respiração aparente, verifique a pulsação.

Se a pessoa continuar sem nenhuma reação, prepare-se para a “RCP”. A menos que suspeite de uma lesão medular, coloque cuidadosamente a pessoa deitada de costas e abra as vias respiratórias.  Caso a suspeita exista, mantenha a pessoa onde está e verifique a respiração dela. Caso o indivíduo tenha vômitos, vire-o de lado para evitar que ele se engasgue com o próprio vômito.

    • Não ofereça alimentos ou hidrate uma pessoa inconsciente. Fazê-lo pode causar engasgamento e possível asfixia.
    • Não deixe a pessoa só. A menos que seja absolutamente vital que você precise deixar o local em busca de socorro, permaneça com a pessoa o tempo todo.
    • Não apoie a cabeça de uma pessoa inconsciente com um travesseiro.
    • Não dê palmadas ou jogue água no rosto de alguém inconsciente: não passa de truque de cinema.
      • Mantenha a cabeça e o pescoço alinhados.
      • Com cuidado, coloque-a deitada de costas enquanto segura sua cabeça.
      • Abra as vias respiratórias levantando seu queixo.
      Realize 30 compressões no tórax e ventilações como parte da “RCP”. No centro do tórax, um pouco abaixo da linha imaginária que corre ligando os mamilos, coloque suas mãos juntas e comprima o tórax por aproximadamente 5,1 cm, a uma taxa de 100 compressões por minuto. Após 30 compressões, faça duas ventilações e verifique os sinais vitais. Caso a respiração esteja bloqueada, reposicione as vias respiratórias. Incline levemente a cabeça para trás e cheque se a língua não está obstruindo a respiração. Continue este ciclo de 30 compressões e duas ventilações até que haja mais alguém para auxiliá-lo. 
      Enquanto estiver realizando a “RCP”, verifique o tempo todo os próximos três pontos críticos:
      • Vias respiratórias. A pessoa está com as vias respiratórias desobstruídas?
      • Respiração: a pessoa está respirando?
      • Circulação: a pessoa apresenta pulsação nos pontos vitais de pulsação (pulso, artéria carótida, virilha)?
      Mantenha a pessoa bem aquecida enquanto espera por ajuda médica. Coloque uma toalha ou um cobertor sobre a pessoa se você possuir; se esses itens não estiverem a disposição, remova alguma peça de roupa (como um casaco ou sua jaqueta) e cubra a pessoa até achegada de ajuda. No entanto, se a vítima estiver sofrendo de insolação, não a cubra ou aqueça. Ao invés disso, tente resfriá-la (abanando-a ou deixando-a mais úmida).
      Preste atenção a uma lista de “nãos”. À medida que realiza os primeiros socorros, existem coisas que você não deve fazer em hipótese alguma.

Base de Conhecimento: Wikihow.

Colaboração: Agência de Marketing Digital Webtrends, especialista em Criação de Sites e Consultoria SEO.

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina aqui a nossa Newsletter e recebe todas as novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinar. Vais receber um mail... verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo