Ileostomia e colostomia- Cuidados

0 2.469

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

As estomias intestinais, a ileostomia e a colostomia, consitem de desvios realizados no intestino, através de intervenção cirúrgica, para que o bolo fecal possa ser expelido para o meio externo pela cavidade abdominal.

Os cuidados de enfermagem devem ter como finalidade prevenir complicações, incentivar o autocuidado, proporcionar um maior conforto, além de promover ao paciente uma adaptação maior à nova imagem corporal, momento em que devemos ouvir o paciente e retirar suas dúvidas em relação ao procedimento e o dispositivo.

Indicações
As indicações desse tipo de dispositivo, está alocado no ponto em que se quer manter o estoma normal do intestino. É um tipo de procedimento que não há contraindicações.

Materiais/equipamentos

Bandeja não estéril;
Carro de curativos ou mesa auxiliar ou superfície fixa;
Bolsa coletora com clamp próprio;
Protetores cutâneos em forma de: anel, placa, pasta e/ou pó, de acordo com a prescrição de enfermagem;
Tesoura com ponta redonda
Caneta hidrográfica
Soro Fisiológico a 0,9% ou Água
Bolas de algodão ou gaze não estéril
Álcool glicerinado à 70%
Equipamentos de proteção individual: gorro, máscara cirúrgica , óculos de proteção, avental ou capote não estéril e luvas de procedimento
Recipiente plástico graduado ou uma comadre
Saco plástico, forro impermeável ou papel toalha
Lixeira
Biombo

Descrição do Procedimento

  • Ler o prontuário ou ficha do paciente;
  • Realizar higienização das mãos com água e sabão;
  • Separar uma bandeja para o procedimento;
  • Fazer desinfecção da bandeja com gaze embebida em álcool 70%, unidirecional, repetindo o movimento três vezes e aguardar secagem espontânea;
  • Higienizar as mãos com álcool glicerinado 70%;
  • Separar o material conforme o cuidado a ser executado, colocando-o na bandeja;
  • Levar a bandeja até a unidade do paciente e colocá-la na mesa de cabeceira ou superfície fixa;
  • Apresentar-se ao paciente e acompanhante;
  • Checar os dados de identificação;
  • Orientar o paciente e/ou acompanhante quanto ao procedimento, pedir sua autorização;
  • Se for necessário realizar o registro fotográfico do estoma e/ou paciente, solicitar por escrito a autorização;
  • Promover privacidade, utilizando biombos, se necessário;
  • Posicionar adequadamente o paciente para o procedimento; expor apenas a área tratada;
  • Higienizar as mãos com álcool glicerinado 70%;
  • Colocar equipamentos de proteção individual: gorro, máscara, capote não estéril e óculos de proteção;
  • Calçar as luvas de procedimento;
  • Durante todas as etapas a seguir estimule, na medida do possível, a participação ativa do paciente e família;
  • No caso da indicação ser de limpeza do estoma, deve-se seguir os passos:
  • Observar os aspectos gerais de: cor, forma, tamanho, protusão e integridade;
  • Lavar o estoma e a pele ao redor com jato abundante de SF 0,9% ou água em temperatura ambiente ou morna;
  • Com ajuda de gazes ou bolas de algodão embebidas em SF 0,9% ou água; faça movimentos suaves ao redor do estoma e periestoma;
  • Enxague bem para retirar fezes ou resíduos, a fim de evitar dermatite química ou de contato ;
  • Enxugar delicadamente a pele com algodão /ou gaze;
  • No caso da indicação ser de remoção e troca do equipamento coletor, deve-se seguir os passos:
  • Esvaziar a bolsa, proteja o lençol do paciente com o auxílio de um forro plástico ou papel toalha sob o abdome do paciente, em seguida ponha por cima da proteção do lençol o recipiente plástico ou uma comadre para recolha das fezes;
  • Abrir o clamp da bolsa coletora, e faça movimentos de forma que o conteúdo fecal saia em direção ao recipiente/comadre; se for necessário a mensuração do conteúdo deve-se optar por um recipiente graduado
  • Após todo o conteúdo ter sido esvaziado da bolsa, inicie a lavagem do interior da bolsa com SF0,9 % ou água em volume suficiente para remoção dos resíduos;
  • Observar os aspectos e características do conteúdo fecal;
  • Desprezar o respectivo material no vaso sanitário (Não esquecer de registrar a quantidade e características ao final do procedimento);
  • Para retirar a bolsa, levante a parte adesiva da bolsa, segure firme e vá descolando lentamente a bolsa e mantendo a pele esticada;
  • Repetir passos Nºs 19, 20, 21,22 e 23;
  • Medir o diâmetro do estoma utilizando o guia de mensuração, ponha-o em cima do estoma, avaliando qual seja melhor o diâmetro, desde que envolva todo estoma, em torno de 1mm a mais, identifique o tamanho conforme a escala do guia; na ausência do guia, sugere-se adequar com um plástico transparente como por exemplo: o invólucro do pacote de gaze; coloque-o em cima do estoma e desenhe com auxílio de uma caneta hidrográfica o estoma; esse molde deverá ficar com o paciente e ser utilizado sempre para as próximas tocas;
  • Com o molde feito, coloque sobre a flange da placa adesiva da bolsa coletora, recorte conforme o tamanho feito, a bolsa coletora deve atender preferencialmente o tipo e características do estoma;
  • Retirar o adesivo sobre a placa e aplicar a bolsa diretamente na pele fazendo leve pressão em movimentos circulares em torno da flange da placa na área periestoma para uma melhor aderência. caso seja necessário utilize um protetor cutâneo;
  • Quando for colar a bolsa preferencialmente coloque-a com a abertura para baixo;
  • Fechar o fundo da bolsa coletora utilizando o clamp próprio;
  • Reunir o material e organizar a unidade do paciente;
  • Desprezar o material utilizado nos locais apropriados;
  • Realizar higienização das mãos com água e sabão
  • Realizar as anotações necessárias, assinando e carimbando o relato no prontuário do paciente ( o técnico de enfermagem na folha de observação de enfermagem e o enfermeiro na folha de evolução).

Referência
MARQUES, Graciete S. et al. Cuidados com o paciente portador de ileostomia e colostomia. Rios de Janeiro: Hospital Universitário Pedro Ernesto, 2014.

Gostar
Seguir
google
Fonte http://www.enfermagempiaui.com.br/

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo