Contratação de enfermeiros já é uma emergência nacional

2 870

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, apela aos enfermeiros diretores que apresentem o verdadeiro número de profissionais que é necessário contratar, e que não escondam as carências, lembrando que o que está em causa é a vida das pessoas «Contratação de enfermeiros já é uma emergência nacional. A Bastonária apela aos enfermeiros-diretores para que não escondam as carências.

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Ana Rita Cavaco, apela aos enfermeiros diretores que apresentem o verdadeiro número de profissionais que é necessário contratar, e que não escondam as carências, lembrando que o que está em causa é a vida das pessoas.

«Sei que vos foi pedido, no âmbito da passagem das 40 horas para as 35 horas, que apresentassem propostas para uma espécie de “gestão criativa” com os enfermeiros disponíveis. Ora, os enfermeiros disponíveis já estão abaixo dos mínimos, não há mais margem para inventar», salienta Ana Rita Cavaco, numa carta dirigida aos enfermeiros diretores de todo o país.

«O SNS está de pele e osso. A contratação de enfermeiros deixou de ser apenas urgente. Já é uma emergência nacional. É a saúde dos portugueses que está em risco», acrescenta a bastonária, revelando temer «o pior» com a mudança de horas de trabalho semanal, se não for acautelada a contratação de enfermeiros em número suficiente.

«Recuso baixar os braços. Seria trair os enfermeiros. Por isso venho pedir-vos que recusem também. Pedir o mínimo de enfermeiros não é fazer uma boa gestão, é atentar contra todos nós. E o melhor para o país não é esconder as carências que temos», diz ainda a dirigente na missiva publicada no portal da OE .

Fonte univadis

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina aqui a nossa Newsletter e recebe todas as novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinar. Vais receber um mail... verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo