Todos os profissionais da saúde fazem greve em maio… menos os Enfermeiros

0 444

Depois dos médicos, que convocaram uma greve nacional de 8 a 10 de maio, também os trabalhadores do setor público da Saúde vão paralisar nos próximos dias 2 e 3 de maio, segundo um pré-aviso entregue esta quinta-feira pelo Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (Sintap).

Segundo o documento, estão abrangidos os trabalhadores que trabalham nos serviços tutelados pelo Ministério da Saúde, nomeadamente nos hospitais, que sentem «forte indignação pela degradação crescente das suas condições de trabalho».

Os trabalhadores, segundo o documento, reivindicam a aplicação do horário de trabalho de 35 horas semanais, progressão de carreira, dignificação das carreiras da área da saúde, reforço de recursos humanos, pagamento de horas de trabalho extraordinário, e a aplicação do subsistema de saúde ADSE (para funcionários públicos) a todos os trabalhadores.

«A celebração de acordo coletivo de trabalho para os trabalhadores do contrato individual de trabalho, de forma a conferir-lhes um regime de carreira, em condições de igualdade com os colegas», é outra das reivindicações.
José Joaquim Abraão, secretário-geral do Sintap, explicou à Lusa que são cerca de 40 mil os trabalhadores abrangidos, «sem carreiras e sem promoções», que «não podem ser o parente pobre do setor da Saúde».

O responsável explicou que o sindicato tenta há mais de um ano negociar um contrato coletivo de trabalho, mas, até hoje, o Governo não se predispôs a iniciar as negociações nesse sentido. Enquanto isso os «trabalhadores estão desesperados», havendo muitos assistentes operacionais e técnicos que «têm centenas de horas a crédito e que não lhes são pagas».

Fonte Univadis

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina aqui a nossa Newsletter e recebe todas as novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinar. Vais receber um mail... verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo