“Em Emergência uma má decisão é igual à morte”

0 199

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A Ordem dos Enfermeiros enviou à Comissão parlamentar de Saúde cópia do Relatório de Reestruturação do CODU, elaborado em 2017, que revela a falta de médicos reguladores nos CODU, os mesmos médicos que de acordo com a intenção do Governo e do INEM iriam supervisionar os cidadãos a quem pretendem atribuir competências exclusivas dos Médicos e Enfermeiros.

“Excelências, em Emergência uma má decisão é igual à morte. Este modelo que querem implementar prevê que se audite os actos que virão a ser praticados por estes técnicos. Já vimos que o INEM não tem capacidade para essa auditoria mas se assim fosse, estão V. Exas. confortáveis com o facto de virmos a detectar que houve mortes evitáveis no socorro, só depois delas ocorrerem?”, escreve a Ordem dos Enfermeiros, num ofício dirigido à comissão parlamentar de Saúde, onde pede a intervenção dos deputados sobre a intenção do INEM de atribuir competências exclusivas dos Médicos e Enfermeiros a cidadãos, com mais de 18 anos, com o 12º ano de escolaridade e apenas 910 horas de formação, 331 das quais em ensino à distância.

“V. Exas têm de agir e rapidamente, a bem da salvaguarda da vida de todos nós”, apela a Ordem dos Enfermeiros.

Fonte: Ordem dos Enfermeiros

Gostar
Seguir
google
Fonte Ordem dos Enfermeiros

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo