Clorexidina Alcoólica Vs. Iodopovidona Alcoólica Para Antissepsia Cutânea

0 184

A clorexidina alcoólica oferece maior proteção contra infecções de curto prazo relacionadas a cateter do que a iodopovidona alcoólica

Contexto

Infecções relacionadas a cateter intravascular são eventos frequentes e de risco à vida na assistência médica, mas essa incidência pode ser diminuída por melhorias na qualidade do atendimento. A otimização da antissepsia cutânea é essencial na prevenção de infecções de curto prazo relacionadas a cateter. Consideramos a hipótese de que a clorexidina alcoólica seria mais eficaz do que a iodopovidona alcoólica como antisséptico cutâneo para evitar infecções relacionadas a cateter intravascular.

Métodos

Nesse estudo aberto, randomizado, controlado, com modelo fatorial dois por dois, foram inscritos adultos consecutivos (idade ≥18 anos) admitidos para uma das 11 unidades francesas de tratamento intensivo e que exigiam pelo menos um cateter venoso central, ou de hemodiálise ou arterial. Antes da inserção do cateter, atribuímos os pacientes aleatoriamente (1:1:1:1) usando um gerador seguro de números aleatórios com base na internet (permutados em blocos de oito e estratificados por centro) para ter todos os cateteres intravasculares preparados com 2% clorexidina–70% álcool isopropílico (clorexidina alcoólica) ou 5% iodopovidona–69% etanol (iodopovidona alcoólica), lavando ou não a pele com detergente antes da aplicação antisséptica. Médicos e enfermeiros não foram mascarados para a atribuição de grupo, mas os microbiologistas e avaliadores de resultado foram. O resultado primário foi a incidência de infecções relacionadas a cateter com clorexidina alcoólica versus iodopovidona alcoólica na população com intenção de tratar. Este estudo está registrado no ClinicalTrials.gov, número NCT01629550 e está fechado para novos participantes.

Achados

Entre 26 de outubro de 2012 e 12 de fevereiro de 2014, 2.546 pacientes foram elegíveis para participar do estudo. Atribuímos aleatoriamente 1.181 pacientes (2.547 cateteres) a clorexidina alcoólica (594 pacientes com lavagem, 587 sem lavagem) e 1.168 (2.612 cateteres) a iodopovidona alcoólica (580 pacientes com lavagem, 588 sem lavagem). A clorexidina alcoólica foi associada a menor incidência de infecções relacionadas a cateter (0,28 vs. 1,77 a cada 1.000 dias/cateter com iodopovidona alcoólica; taxa de risco 0,15, IC 95%: 0,05–0,41; p=0,0002). A limpeza não foi associada a uma diferença significativa na colonização do cateter (p=0,3877). Não foi relatado nenhum evento adverso sistêmico, mas ocorreram reações cutâneas graves com maior frequência naqueles atribuídos a clorexidina alcoólica (27 [3%] pacientes vs. 7 [1%] com iodopovidona alcoólica; p=0,0017) e levou à descontinuação da clorexidina em dois pacientes.

Interpretação

Para antissepsia cutânea, a clorexidina alcoólica oferece maior proteção contra infecções de curto prazo relacionadas a cateter do que a iodopovidona alcoólica e deve ser incluída em todos os grupos para prevenção de infecções intravasculares relacionadas a cateter.

Ler artigo completo

Acesso ao artigo completo em The Lancet

Fonte: Univadis

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina aqui a nossa Newsletter e recebe todas as novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinar. Vais receber um mail... verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo