Enfermeiros ameaçam paralisar ‘sine die’ principais blocos de cirurgia do país

0 166

Um grupo de enfermeiros iniciou uma recolha de fundos para marcar uma greve prolongada nos três principais blocos operatórios dos hospitais públicos, tendo como objetivo alcançar 300 mil euros.

A informação foi dada aos jornalistas pela bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, durante uma manifestação que os profissionais estão a realizar em Lisboa, no final de uma greve de seis dias não consecutivos convocada por vários sindicatos.

Segundo Ana Rita Cavaco, há um grupo de enfermeiros que projetou uma greve em três blocos cirúrgicos: Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, São João, no Porto, e Santa Maria, em Lisboa. Os enfermeiros precisam de cerca de 300 mil euros para avançar com o protesto, tendo colocado o dia 5 de novembro como prazo final para a recolha de fundos. Segundo dados dos promotores da iniciativa, até ao momento foram recolhidos 42 mil euros, ou 14% da verba necessária.

A bastonária disse que o descontentamento dos profissionais é grande e que espera que o Governo e a nova tutela da Saúde oiçam as suas reivindicações. Para que esta greve cirúrgica possa ocorrer será sempre necessário apoio e convocação de um sindicato.

A Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros, ASPE, pondera dar apoio à greve, disse à agência lusa a dirigente da estrutura, Lúcia Leite. Na próxima semana haverá uma reunião para avaliar melhor esta proposta do grupo de enfermeiros. Uma das enfermeiras promotora da iniciativa disse à Agência Lusa que pretendem reunir-se com os vários sindicatos.

A enfermeira, que pediu para não ser identificada, disse que a ideia é ter uma greve prolongada “como se fosse por tempo indeterminado” e explicou que a angariação de dinheiro é uma espécie de “fundo solidário” para poder ajudar os colegas que adiram ao movimento.

Centenas de enfermeiros estão hoje concentrados em Lisboa numa manifestação de protesto que é o culminar de seis dias não consecutivos de greve.

Os enfermeiros exigem a revisão da carreira de enfermagem, a definição das condições de acesso às categorias, a grelha salarial, os princípios do sistema de avaliação do desempenho, do regime e organização do tempo de trabalho e as condições e critérios aplicáveis aos concursos.

LUSA

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina aqui a nossa Newsletter e recebe todas as novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinar. Vais receber um mail... verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo