Enfermeiros Portugueses Assumem Momentos De Luta – Uma Carreira Justa Para Todos

0 110

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

UMA CARREIRA JUSTA PARA TODOS

 

Estamos em mais um mês (Outubro/2018) de luta e reivindicação por uma Carreira digna, que honre, reconheça e gratifique todo o trabalho desenvolvido pelos ENFERMEIROS PORTUGUESES, no universo dos Serviços de Saúde público-SNS e privado. Várias greves sectoriais a culminar com uma manifestação no dia 19 em Lisboa, junto ao Ministério da Saúde, estão na agenda. Há vontade de fazer acontecer Outubro/2018.

 

Caros Colegas, não entendam como desmobilizadora, mas permitam-me colocar a minha questão: Faz ainda sentido, no âmbito da ENFERMAGEM, este tipo de greves? Como classe profissional, carreira especial, faz sentido este tipo de lutas idênticas a outros trabalhadores, que não da Saúde? Não estaremos nós junto a vários “paióis” de munições e armas poderosas e até letais e não as estamos a saber utilizar em nosso favor? E correndo o risco destes paióis rebentarem no seio da nossa Classe Profissional e destruir tudo o que até então se conquistou? E deixar de ser uma carreira especial, para passar a ser uma carreira de regime geral?

 

Temos estado indevidamente muito expostos e por isso, em minha opinião, há uma bitola relativamente baixa, que fica expressa, exposta e a descoberto nas redes sociais, com a linguagem, discurso e despropósitos que são usados, traduzindo até em muitos casos, toda a ignorância que reside entre nós. Embora não queiramos, mas é esse também o retrato que outros fazem e aproveitam da nossa Classe Profissional.

 

Perante tudo o que se tem vivido, num passado recente, interessa perguntar se todos têm interesse e se dedicam à luta por uma nova e digna Carreira? Somos uma Classe que pensa e vive os seus problemas? Onde param os ENFERMEIROS mais novos, nesta luta e momentos cruciais? E outras hierarquias e responsáveis da Enfermagem por onde andam? E as Escolas Superiores de Saúde formadoras de ENFERMEIROS? Somos corporativistas?

 

O poder político, todos os partidos e representações mostrou vários pesos e várias medidas para os mesmos problemas de classes profissionais diferentes. Relativamente aos ENFERMEIROS PORTUGUESES, mostraram uma ignorância quase total, desconhecendo qual o trabalho, intervenção e cuidados de saúde que prestam às pessoas doentes e às populações. Inclusivamente desconhecem/confundem o que é o Serviço Nacional de Saúde com Sistema de Saúde. No entanto têm assento parlamentar, fazem e votam leis da República!

 

Não sei se vamos a tempo (depois de tanto tempo desperdiçado), face ao período de auscultação do Governo, aos partidos, com vista ao Orçamento de Estado/2019, para fazer valer as nossas reivindicações. Não sei quando Sua Excelência o Presidente da República tem disponibilidade para receber, ouvir e escutar os problemas e reivindicações dos ENFERMEIROS PORTUGUESES? Mas o tempo urge, porque nem os compromissos do Governo para 2018 foram cumpridos. E os ENFERMEIROS PORTUGUESES já viram que este Governo não honra a palavra dada. Não honra compromissos. Também entendo que este Ministro da Saúde e este Governo não são merecedores da dignidade e qualidade dos profissionais de Saúde que têm.

 

Não belisquemos nas nossas lutas, a deontologia a que estamos obrigados. Façamos então acontecer Outubro 2018, com responsabilidade, elevação e sem postura titubeante.

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES! Assim o queiramos e saibamos sê-lo!

Humberto Domingues

Enf. Espec. Saúde Comunitária

2018.10.09 – 19h30

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina aqui a nossa Newsletter e recebe todas as novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinar. Vais receber um mail... verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo