ENFERMEIROS PORTUGUESES MANIFESTARAM-SE EM LISBOA

0 190

 FIZERAM ACONTECER OUTUBRO

No culminar de 6 dias de greve pelas diferentes instituições e cuidados de saúde, os ENFERMEIROS PORTUGUESES manifestaram-se em Lisboa no dia 2018.10.19. Vieram autocarros com ENFERMEIROS, de todo o Portugal. Segundo dados da PSP, estavam 7.500 Enfermeiros nesta manifestação. Traduzindo estes dados podemos afirmar com segurança, que estavam muitos mais ENFERMEIROS.

O que vi nesta manifestação:

  • Os 4 SINDICATOS (ASPE, SEP, SINDEPOR e SERAM) promotores desta manifestação bem presentes, com faixas, bandeiras e palavras de ordem bem organizadas;
  • Esta manifestação partiu do Campo Pequeno e culminou em frente ao Ministério da Saúde;
  • Mensagens dos seus líderes sindicais, com as diferentes sensibilidades, mas unânimes nas questões essenciais e reivindicações dos ENFERMEIROS PORTUGUESES, no momento:
    • Carreira de Enfermagem, contemplando as categorias de Enfermeiro Especialista e Enfermeiro Gestor;
    • Desbloqueamento e progressão dos ENFERMEIROS PPORTUGUESES, conforme assumido pelo Governo anteriormente, e que não está a acontecer de maneira uniforme, com prejuízo para os ENFERMEIROS;
    • Índices e melhorias salarias/remuneratórios;
    • Entre outras reivindicações;
  • Diversos MOVIMENTOS de ENFERMEIROS, também presentes.

A manifestação decorreu de forma ordeira, como é hábito nos ENFERMEIROS PORTUGUESES, mas muito incisiva na mensagem, na postura e na abnegação muito firme, de continuar a lutar pelos nossos direitos. Direitos há muito tempo conquistados, mas que muitos não querem reconhecer.

A ORDEM DOS ENFERMEIROS em peso no apoio aos ENFERMEIROS PORTUGUESES e às suas reivindicações. De registar que para além da presença da Sra. Bastonária Enfª. Ana Rita Cavaco e do Conselho Directivo, estavam também presentes todos os Presidentes das Secções Regionais (Norte, Centro e Sul). Gostei de ouvir a mensagem da Srª. Bastonária Enfª. Ana Rita Cavaco, aos diferentes órgãos de comunicação social, ao longo da manifestação, com total serenidade, mas com uma clarividência, assertividade e oportunidade, traduzindo-se num saber completo sobre as questões e necessidades de hoje da ENFERMAGEM E DOS ENFERMEIROS PORTUGUESES, nas implicações, abrangências e consequências desta classe profissional no Serviço Nacional de Saúde e no Sistema de Saúde português.

Ao longo do percurso ouvimos muitos cidadãos anônimos a dar incentivo, a apoiar a nossa luta e reivindicação e a dizer que fazemos muita falta nos hospitais e centros de saúde. É um sinal inequívoco de que a Sociedade percebe a nossa importância nas instituições de Saúde.

De lamentar, que face à magnitude desta manifestação dos ENFERMEIROS PORTUGUESES, os noticiários das 20 horas das televisões relativizassem esta demonstração de descontentamento para o meio e final das notícias, dando enfase a outras questões menores, mas que se calhar vendem mais por serem de índole novelas e de alcofa. Ou será os Orgãos de comunicação social instrumentalizados pelo Governo?

Os ENFERMEIROS PORTUGUESES neste momento, cerraram fileiras, e estão em luta até que vejam as suas reivindicações atendidas, porque é da mais pura e elementar justiça, que assim seja feito.

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES! Assim o queiramos e saibamos sê-lo.

Humberto Domingues

Enf. Espec. Saúde Comunitária

2018.10.20 – 11h00

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina aqui a nossa Newsletter e recebe todas as novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinar. Vais receber um mail... verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo