ICN ao lado da Ordem e dos Enfermeiros portugueses

0 114

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O Conselho Internacional de Enfermagem (ICN – Internacional Council of Nurses), que representa cerca de 20 milhões de Enfermeiros em todo o Mundo, abrangendo mais de 130 países, está preocupado com a situação dos Enfermeiros em Portugal, posição revelada numa carta endereçada à Bastonária, Ana Rita Cavaco, a quem manifesta o seu apoio.

“A Ordem é um membro altamente valorizado e importante do ICN e sei que está empenhada em promover e proteger os mais altos padrões de tratamento para a população portuguesa. E sabemos que, para conseguir isso, os Enfermeiros devem ser apoiados, respeitados, deve haver investimento e existe agora uma base de evidências muito significativa que destaca claramente a ligação entre a saúde e o bem-estar das pessoas e a força de trabalho de Enfermagem”, escreve Howard Catton, CEO do ICN, na missiva dirigida à Bastonária.

O ICN sublinha que ter o número adequado de Enfermeiros, ou seja, o cumprimento das dotações seguras é fundamental para os doentes e os profissionais, admitindo que se enfrenta uma escassez global significativa de Enfermeiros, alertando para que muitos profissionais estão a abandonar a profissão devido às condições precárias de trabalho, desde a ausência de carreira aos baixos salários.

O ICN revela, por isso, que está empenhado em apelar aos governos no sentido de alertar para esta situação e promover a adopção de medidas que travem esta situação.

A carta do ICN surge numa altura em que também a OCDE alerta para a falta de Enfermeiros em Portugal, como tem vindo a ser denunciado pela Ordem, e confirma que os Enfermeiros que trabalham nos hospitais públicos portugueses têm os salários médios mais baixos da OCDE.

Veja aqui o relatório da OCDE

Fonte: Ordem dos Enfermeiros

[ratemypost] [ratemypost-result]

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo