Ordem dos Enfermeiros satisfeita com abertura negocial do Governo – Observador

0 24

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, manifestou este sábado contentamento pela abertura do Governo para um acordo sobre a revisão da carreira dos enfermeiros.

“Acreditamos que há uma tentativa de aproximação e nós estamos disponíveis para ajudar”, disse Ana Rita Cavaco aos jornalistas, durante uma vigília junto ao Palácio de Belém, em Lisboa, convocada pelo Movimento Nacional de Enfermeiros.

A vigília, convocada para este sábado à noite numa dezena de cidades, acontece no dia em que o primeiro-ministro, António Costa, afirmou que o Governo está disposto chegar a acordo sobre a “revisão da carreira” com os enfermeiros, assim como “procurar corrigir” algumas injustiças da anterior eliminação das categorias.

Ana Rita Cavaco afirmou ainda que a Ordem tem de corresponder à disposição avançada pelo Governo.

“Se vamos responder com desconfiança, tem tudo para correr mal”, disse.

Segundo a bastonária, no que toca à regulação da carreira do enfermeiro, “há coisas que é preciso mudar e que têm a ver com regulamentos e com o próprio estatuto da Ordem dos Enfermeiros”.

Na sexta-feira, o Governo revelou que prevê retomar até aos primeiros dias de março as reuniões negociais com as estruturas sindicais dos enfermeiros.

A ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou, no entanto, que a discussão sobre a carreira de enfermagem terminou, estando para publicação em Boletim do Trabalho e do Emprego, mas que há outros temas para serem discutidos e tratados.

O reatamento das negociações foi anunciado após o Conselho de Ministros ter decretado a 07 de fevereiro uma requisição civil na greve dos enfermeiros em curso desde 31 de janeiro nos blocos operatórios de quatro centros hospitalares, alegando incumprimento dos serviços mínimos.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para [email protected] ou, pessoalmente, para Sónia Simões ([email protected]) ou para João Francisco Gomes ([email protected]);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Fonte: Observador

Este post foi útil?

Clique numa estrela para o avaliar!!

Classificação média / 5. Contagem de votos:

Este post foi útil para ti...

Segue-nos nas redes sociais!

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo