“A ministra da Saúde perdeu a cabeça”

0 43

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Miguel A. Lopes / Lusa

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco

A Ordem dos Enfermeiros (OE) vai agir judicialmente contra a sindicância determinada pela ministra da Saúde, considerando que o que esta averiguação pretende é condenar a ordem por delito de opinião.

Em declarações aos jornalistas, a bastonária da OE, Ana Rita Cavaco, considerou que a fundamentação para sindicância é baseada em notícias da comunicação social e em publicações de dirigentes da Ordem dos Enfermeiros no Facebook.

“O que a senhora ministra quer é condenar-nos por delito de opinião“, afirmou a bastonária, adiantando que a sindicância vai prosseguir, mas que a OE não considera válidos os fundamentos e vai reagir judicialmente.

O advogado que representa a OE escusou-se a especificar qual a forma desta reação jurídica, mas indicou que poderá ir além do campo administrativo. “Pode levar-nos a questionar a legalidade destes atos em outros aspetos”, afirmou Paulo Graça.

Ana Rita Cavaco entende que o que a ministra da Saúde tem contra a Ordem é “uma mão cheia de nada”, considerando a sindicância como “uma vingança e uma perseguição“.

“Acho que a senhora ministra tem uma mão cheia de nada e está baseada nas minhas declarações públicas e não quer que o país saiba disso. Porque isso é efetivamente uma vingança e uma perseguição”, declarou Ana Rita Cavaco aos jornalistas à entrada da sede da Ordem, onde algumas dezenas de profissionais se juntaram para receber os inspetores da Inspeção-geral das Atividades em Saúde nesta segunda-feira.

A bastonária frisou ainda que os inspetores que foram à Ordem “verificar a legalidade dos atos de gestão não cumprem eles próprios a legalidade”. “Os senhores inspetores já deviam vir com uma cópia certificada dos elementos [que a OE considera necessários] porque não entram na casa dos enfermeiros sem estarem cumpridos os requisitos legais”.

Em declarações à SIC Notícias no fim do dia de ontem, Ana Rita Cavaco voltou a frisar que a Ordem está a ser alvo de perseguição, explicando que travou a entrada dos inspetores por estes não se fazerem acompanhar de uma cópia do despacho.

“Os senhores inspetores sabiam que tinham que notificar a Ordem do despacho da senhora ministra, dos fundamentos e das provas que estavam anexas a esse pedido de sindicância”, sustentou a bastonária da OE, mostrando artigos publicados nas redes sociais que diz determinar os “indícios graves de ilegalidade cometidas pela Ordem”.

Ana Rita Cavaco diz ainda que “nunca houve um reatar de facto de relações” com a ministra Marta Temido, que “continua sempre a recusar” receber a Ordem.

“A senhora ministra perdeu a cabeça. Está numa atitude de vingança e de perseguição à Ordem”, completou, observando que não se está a representar a si própria, mas antes “74 mil enfermeiros (…) Eu tenho que defender a dignidade destes 74 mil numa missão que estamos a cumprir ao serviço do país e das pessoas”, concluiu.


Fonte: ZAP

[ratemypost] [ratemypost-result]

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo