Estudo mostra que mais de metade dos utentes vai à urgência sem referenciação – Atualidade

0 8

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um inquérito realizado em janeiro de 2019, no SUG, a utentes triados como não urgentes e pouco urgentes (pulseiras verde e azul), revelou que 61,1% dos doentes se dirige à urgência por iniciativa própria, sem recorrer aos cuidados de saúde primários.

Segundo o estudo, dinamizado por investigadores do CHL, em parceria com a Escola Superior de Saúde de Leiria do Instituto Politécnico de Leiria e com o Agrupamento de Centros de Saúde Pinhal Litoral (ACES-PL), “apenas 21,9% dos inquiridos afirmaram ter recorrido em primeiro lugar ao centro de saúde antes de ir ao SUG e, destes, apenas 34% trouxeram informação clínica”.

De acordo com os dados divulgados pelo CHL, 87,1% dos utentes não urgentes e pouco urgentes que se dirigiram em primeiro lugar à urgência consideram que a sua doença justifica a ida à urgência, enquanto 52,6% revelou que “queria ser observado por um especialista”, 51,2% que poderiam, na urgência, “realizar os exames todos no mesmo dia” e 46,4 adiantaram que “é difícil marcar uma consulta no centro de saúde”.

Dos cerca de 18,3% dos utentes que optaram por ir aos cuidados de saúde primários, 60% fizeram-no por ser “a forma correta de atuar” e 51,7% porque “o médico/enfermeiro tem solucionado” os seus problemas.

Fonte: Lifestyle Sapo

Este post foi útil?

Clique numa estrela para o avaliar!!

Classificação média / 5. Contagem de votos:

Este post foi útil para ti...

Segue-nos nas redes sociais!

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo