Alemanha. Enfermeiro acusado de 100 homicídios e suspeito em outras 200 mortes – Atualidade

0 20

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A promotoria em Oldenburg (norte da Alemanha) está convencida de que o homem de 42 anos, já condenado a prisão perpétua pela morte de seis pacientes, matou outras 97 pessoas com injeções entre 2000 e 2005.

Levando em conta a gravidade dos factos, a acusação pediu que Högel não seja libertado antes dos próximos 15 anos.

O réu confessou 43 homicídios durante o julgamento e garante que não se lembra dos outros 52 casos.

Durante cinco anos, primeiro no hospital em Oldenburg e depois na cidade vizinha de Delmenhorst, Högel injetou intencionalmente, segundo a acusação, drogas nos seus pacientes para causar paragens cardíacas.

Depois, tentava reanimá-los, sem sucesso.

Durante o julgamento que começou em outubro de 2018, Högel explicou que agiu dessa forma para obter a satisfação dos “comentários positivos” que recebia se salvasse uma vida. 

Fonte: Lifestyle Sapo

Gostaste deste artigo? Divulga-nos junto dos teus amigos e colegas!

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo