Risco de hemorragia grave após clopidogrel com aspirina

0 112

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Uma nova análise publicada no periódico JAMA Neurology sugere que o tratamento com clopidogrel mais aspirina após um acidente isquémico transitório (AIT) ou um AVC isquémico agudo (AIA) com pouca gravidade aumenta o risco de hemorragia grave em relação à aspirina utilizada de modo isolado, embora o risco seja baixo. 

Os investigadores realizaram uma análise secundária do ensaio “Platelet-Oriented Inhibition in New TIA and Minor Ischemic Stroke” (POINT), o qual aleatorizou doentes em 269 centros de todo o mundo para receber clopidogrel (dose de ataque de 600 mg no dia um, seguido de 75 mg diariamente dos dias 2 ao 90) ou placebo. Todos os doentes também receberam 50-325 mg de aspirina por dia no estudo em regime aberto. 

Nas análises conforme o tratamento (4819 doentes), ocorreu hemorragia grave em 21 doentes a receber clopidogrel mais aspirina e seis a receber aspirina de modo isolado (proporção de risco [PR]: 3,57; IC de 95%: 1,44-8,85; número necessário para causar danos: 159). Ocorreram quatro hemorragias fatais – três no grupo de clopidogrel mais aspirina e uma no grupo de aspirina isolada – e ocorreram sete hemorragias intracranianas: cinco no grupo de clopidogrel mais aspirina e duas no grupo de aspirina isolada. O local mais frequente das hemorragias graves foi no trato gastrointestinal. 

Os autores estimaram que, para cada 1000 doentes tratados, adicionar clopidogrel poderá prevenir cerca de 15 eventos isquémicos graves e causar cinco hemorragias mais graves.

Fonte : Univadis

[ratemypost] [ratemypost-result]

Loading...
Share This Article:

close

Partilha isto com um amigo