Cuidados de Enfermagem na Apendicectomia

0 477

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Apendicite é uma condição caracterizada pela inflamação do apêndice. É classificada como uma emergência médica e em muitos casos, exigem a remoção do apêndice inflamado, quer por laparotomia ou laparoscopia. Não tratada, a mortalidade é alta, principalmente devido à peritonite e choque.
A forma não diagnosticada corretamente aguda de apendicite é conhecido como rumbling apendicite.
 
Sinais e sintomas
 
Localização do apêndice do sistema digestivo
Apendicite é uma inflamação do apêndice intestinal, uma bolsa em forma de verme do intestino grosso. A apendicite mais comum é a apendicite aguda, que, apesar de poder ocorrer em qualquer idade, é muito mais comum na adolescência. É extremamente comum e afeta mais de 7% da população em qualquer altura das suas vidas.
Patologia:
  • Os sintomas de apendicite variam. Pode ser difícil de diagnosticar em crianças menores, em idosos e em mulheres em idade reprodutiva.
  • Geralmente, o primeiro sintoma é dor em volta do umbigo. A dor pode ser vaga no início, mas se torna cada vez mais aguda e grave. Você pode ter apetite reduzido, náusea, vômitos e uma febre baixa.
  • À medida que aumenta a inflamação no apêndice, a dor tende a se mover para baixo e à direita e se localizar diretamente acima do apêndice, em um local chamado ponto de McBurney.
  • Se o apêndice se rompe, a dor pode desaparecer por um breve período e você se sente melhor repentinamente. No entanto, uma vez que o revestimento da cavidade abdominal fica inflamada e infectada (uma condição chamada peritonite), a dor piora e pode levar a morte.
Tipos de Apendicite:
Apendicite Aguda: Inflamação do Apêndice, causado por obstrução. Nessa fase as dores são mais intensas e indefinidas.
Apendicite Recorrente: Caracterizada por ataques repetidos e fracos, que desaparecerão  espontaneamente para  voltar  em intervalos de meses ou anos.
Apendicite Crônica: Que geralmente se manifesta por meio de cólicas abdominais, náusea e vômito; depois a dor se localiza na parte inferior direita do abdome, e em muitos casos o processo inflamatório  provoca  ruptura e peritonite.
Procedimento Cirúrgico:
Tipos de apendicectomias:
Método aberto: Neste método, uma incisão é feita na parte inferior do lado direito do abdômen. O cirurgião localiza o apêndice e remove através da incisão.

Método laparoscópico: Este procedimento utiliza várias pequenas incisões e três ou mais laparoscopes (pequenos tubos finos com câmeras de vídeo em anexo) para visualizar o interior do abdômen durante a

operação. O cirurgião realiza a cirurgia, enquanto olhando para um monitor de TV. O apêndice é removido através de uma das incisões.

INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM
PRÉ-OPERATÓRIO:
  • Tranquilize o paciente e diga que a cirurgia lhe aliviará a dor e não vai interferir na função gastro intestinal;
  • Explicar suscintamente sobre a cirurgia e responda todas as suas perguntas;
  • Explique sobre a infusão de antibióticos e líquidos IV;
  • Pode ser necessário introduzir uma sonda nasogástrica;
  • Informe sobre o tipo de anestesia;
  • Acordará com o curativo sobre a incisão cirúrgica, e possivelmente, drenos na incisão.
  • Enquanto espera cirurgia coloca o cliente na posição de fowler para atenuar a dor.
PÓS-OPERATÓRIO:
  • Monitore os SSVV nas 06 primeiras horas;
  • Anote a ingesta e perda durante 02 dias após cirurgia;
  • Ausculte o abdome;
  • Examine regularmente o curativo;
  • Em casos de dreno no abdome verifique e anote o volume e suas características;
  • Estimule a deambulação dentro das 12 horas após cirurgia.
  • Avalie cuidadosamente o cliente para detectar sinais de peritonite;
  • Avise o médico em de febre persistente, drenagem excessiva na ferida, hipotensão, taquicardia e entre outros sinais;
INSTRUÇÕES PARA OS CUIDADOS DOMICILIARES
  • Informar ao cliente para ficar atento aos sinais de febre, calafrios, sudorese, náuseas, vômitos e dor abdominal;
  • Orientar sobre os cuidados da ferida operatória;
  • Em caso da cirurgia laparoscópica, diga ao cliente para reiniciar suas atividades normais dentro de 8 a 10 dias;
  • Estimular o paciente a comparecer as consultas de acompanhamento.

Adaptado de: Nursingcrib

Gostaste deste artigo? Divulga-nos junto dos teus amigos e colegas!

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Share This Article:

close

Assina a nossa Newsletter!

Assina e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina a nossa Newsletter e recebe todas as novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinar. Vais receber um mail... verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Cuidados de Enfermagem na Apendicectomia is highly popular post having 262 Facebook shares
Share with your friends
Powered by ESSB
Partilha isto com um amigo