Odor a urina, moscas e sobrelotação. Enfermeiros denunciam “condições desumanas” na prisão de Santa Cruz do Bispo

0 41

A Ordem dos Enfermeiros realizou uma visita de acompanhamento ao Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo, em Matosinhos, em concreto à ala masculina, que inclui uma clínica de doenças mentais, onde foram detetadas “situações que colocam em risco a vida de utentes e profissionais”, informa o organismo em comunicado.

“A visita foi realizada precisamente na sequência de denúncias que chegaram à OE e permitiu confirmar essa realidade: um cenário de caos, sobrelotação, falta de profissionais e condições desumanas de higiene e alojamento”, lê-se na nota.

“Na clínica, com lotação para 90 pessoas, estão neste momento 187, sendo que num dos espaços estão 19 pessoas amontoadas, o mesmo espaço onde dormem, comem e fazem as suas necessidades. É manifesto o odor a urina, num cubículo sem distanciamento entre as camas, que são apenas estrados, onde abundam as moscas”, acrescenta.

“Não existe cumprimento de práticas elementares de controlo de infeção, como a higienização de colchões da cama, das mãos ou a simples limpeza dos espaços físicos, o que coloca em risco os reclusos e os profissionais”, informa a Ordem dos Enfermeiros.

Patrocinado

“Acresce que as normas de dotações seguras estão também longe de serem cumpridas. Durante a noite há apenas um Enfermeiro para todo o estabelecimento prisional, com 402 pessoas, das quais 187 estão na clínica de doenças mentais”, lê-se ainda.

Fonte: Lifestyle Sapo

0/5 (0 Reviews)
Assina a nossa Newsletter!

Assina e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
error: Alert: Content is protected !!

Partilha isto com um amigo