You dont have javascript enabled! Please enable it!
Notícias

O reforço

Súbita e aparentemente a torneira do Orçamento de Estado relativa à Saúde, irá abrir-se. O Senhor Primeiro Ministro prometeu, dias atrás, aos portugueses uma agradável surpresa neste sector que o Conselho de Ministros consubstanciou em 550 milhões de Euros para amortecer as dívidas dos Hospitais referentes a 2019. Além disso e mais importante, ficou aprovado um reforço orçamental de 800 milhões de Euros para no ano de 2020, não apenas reduzir sustentadamente o desequilíbrio orçamental e os prazos de pagamento como melhorar a capacidade de resposta assistencial, nomeadamente no que se refere aos tempos de espera de cirurgias e listas de espera. Previstos estão também 190 milhões de Euros para investimentos plurianuais em equipamentos da Saúde, sendo exemplo a remodelação de um dos edifícios do Hospital de Gaia, ou de centos de saúde como o de Ourique e Santiago do Cacém e ainda investimentos no serviço de cardiologia do Hospital do Algarve. 

Mas não fica o reforço por aí. Completa-se com a admissão em 2020 e 2021 de mais 8.400 elementos de todos os grupos profissionais sendo 100 milhões de Euros reservados para e pagamento por desempenho a hospitais com Centros de Responsabilidade Integrada. Dessa verba ficarão 4 milhões reservados para «prémios de aumento de produtividade» nas Unidades de Cuidados de Saúde Primários.

Segundo a Ministra de Estado e da Presidência Mariana Vieira da Silva, este Plano de melhoria do Serviço Nacional de Saúde (SNS), aprovado em Conselho de Ministros, constitui «um passo significativo para por fim à suborçamentação do SNS, para reforçar e motivar os seus profissionais, para modernizar os equipamentos, para robustecer a gestão com mais autonomia e para ter um SNS que sirva melhor os portugueses».

Será mesmo?! Todos esperamos e queremos que seja assim. Porém, como diz o nosso povo “quando a esmola é grande o pobre desconfia…”. Daí o advérbio “aparentemente” que inicia esta crónica. É que a dívida total do SNS é de 3 mil milhões da qual só em Outubro 735 milhões de Euros eram a parte que os Hospitais do SNS deviam aos seus fornecedores. Mesmo tendo em linha de conta os 550 milhões, qual é a parte dos 800 milões que será reservada para restante dívida e para a divida que será inevitavelmente criada durante 2020? Por outro lado, irão ser os 190 milhões aplicados na sua totalidade ou serão alvo fácil de cativações? A pergunta parece legítima tendo em conta o passado e a invetiva da Ministra da Saúde, Marta Temido: “Todos nós temos de fazer um esforço no sentido de garantir que estes 190 milhões são executados” mais parecia uma reza contra o mau-olhado das Finanças. Qualquer coisa como: “Va de retro Centeno”. Quanto aos 8400 profissionais, serão os mesmos suficientes para colmatar as horas de enfermagem perdidas quando a carga horária semanal de desempenho dos profissionais de enfermagem passou das 40 para 35 horas? E nesse número, para além dos médicos que faltam atualmente, estarão também previstos os 2.000 médicos que se reformarão nesses dois anos?

Fonte: Lifestyle Sapo

Segue a PortaLEnf: Follow on FacebookTweet about this on TwitterFollow on LinkedIn
0 0 votes
Article Rating
Looks like you have blocked notifications!

Pub

Portalenf Comunidade de Saúde

A PortalEnf é um Portal de Saúde on-line que tem por objectivo divulgar tutoriais e notícias sobre a Saúde e a Enfermagem de forma a promover o conhecimento entre os seus membros.

Artigos Relacionados

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao Topo
';
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

error: Alert: Content is protected !!
Partilha isto com um amigo
pasaran togel