COVID-19: “Paciente zero” em Nova Iorque recorda primeiros dias da doença

0 9

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, ordenou em 10 de março uma área de contenção em volta de um bairro de New Rochelle, antes de ordenar o confinamento e isolamento social para todo o estado.

New Rochelle foi considerada um ‘cluster’, um aglomerado de casos do novo coronavírus. Faz parte do condado de Westchester, que atualmente conta mais de 31 mil casos confirmados e 1.200 mortes, e do estado de Nova Iorque, com mais de 184 mil casos de coronavírus e 26 mil mortes, segundo a Universidade Johns Hopkins.

Lawrence Garbuz não se enquadrava nos parâmetros que os Estados Unidos consideravam de risco em fevereiro: ter viajado para a China ou para outro país nas semanas anteriores.

O “paciente zero” recordou hoje que se sentiu doente e pensou tratar-se de uma gripe, devido à tosse e febre que o acordaram numa noite.

“Tive uma tosse ligeira e, numa noite, antes do diagnóstico, acordei com febre. Não tinha intenções de ir ao trabalho e fui ao médico. O médico examinou-me e disse que tinha de ir imediatamente para a sala de urgências”, recordou Garbuz.

Na consulta com o médico, que o encaminhou para as urgências, “não houve de todo” qualquer suspeita de covid-19, considerou. “O [novo coronavírus] não estava na minha mente, pensava que era só tosse”, acrescentou o sobrevivente.

Sublinhando que é advogado, normalmente fechado num escritório, Lawrence Garbuz acrescentou que não tinha nenhuma característica das pessoas consideradas de risco de serem contagiadas com o novo coronavírus.

“Sento-me na secretária o dia todo. Acho que naquela altura estávamos a forcar-nos em pessoas que podiam ter viajado internacionalmente, algo que eu não tinha feito. E, certamente, que não estive na China”, afirmou.

Ler  Sindicatos de enfermeiros estão mais próximos do Governo (mas mantêm greve)

A família pensou que se tratava de uma pneumonia, disse a mulher, Adina Garbuz.

“Nós pensámos ‘ok, estás com pneumonia, vamos comprar medicamentos e voltas para casa’. Mas no final de semana piorou cada vez mais”, relatou Adina Garbuz, lembrando a preocupação e o susto, enquanto o marido lutava para respirar.

“Uma pessoa saudável e vibrante, de repente, durante a noite, fica tão doente tão rapidamente. Eu sei que, neste momento, já não nos surpreende tanto, mas naquela altura foi chocante”, disse Adina Garbuz.

Na noite em que recebeu o diagnóstico que confirmava a doença do marido, a mulher esteve horas ao telefone “com diversos departamentos de saúde, para decidir o que fazer e explicar todos os sítios” por onde passaram.

No espaço onde estava a ser tratado, os cuidadores trouxeram fotografias da família de Lawrence Garbuz, nas quais o doente se inspirou para determinar que “o objetivo era ir para casa”.

Tentando conter as lágrimas, a mulher recordou a primeira conversa que tiveram quando o homem acordou do coma: “As primeiras palavras que ele me disse foram ‘amo-te’”, disse Adina Garbuz, emocionada, acrescentando que “tudo o que importava para ele era a família”.

Na opinião de Lawrence Garbuz, os médicos e enfermeiros que o trataram “fizeram um trabalho esplêndido” e demonstraram “muita compaixão”.

O advogado confessou que agora está focado na recuperação total e não se interessa pelo frenesim nos media sobre o seu caso.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 283 mil mortos e infetou mais de 4,1 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (79.894) e mais casos de infeção confirmados (mais de 1,3 milhões).

Ler  COVID-19: Madeira inicia vacinação em cinco profissionais da linha da frente em simultâneo

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Fonte: Lifestyle Sapo

vote
Article Rating
Looks like you have blocked notifications!
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades e analisar o nosso tráfego. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. Aceitar Ler mais

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
error: Alert: Content is protected !!
Partilha isto com um amigo