COVID-19: Todos os profissionais de saúde foram testados e protegidos, diz Governo

0 9

Questionado sobre um estudo da fundação Champalimaud e da Ordem os Enfermeiros segundo o qual o número de enfermeiros expostos ao novo coronavírus é até 10 vezes superior ao número de infeções confirmadas, António Lacerda Sales, escusou-se a comentar a própria investigação, mas afirmou que “todos os profissionais de saúde estiveram protegidos, quer do ponto de vista de equipamentos de proteção individuais quer do ponto de vista da testagem enquanto contactos com doentes”.

António Lacerda Sales acrescentou que “sempre que um doente COVID-19, em qualquer instituição, testou positivo, todos os contactos profissionais próximos, quer sintomáticos quer assintomáticos, foram testados e monitorizados exaustivamente pelas equipas de saúde ocupacional das respetivas instituições”.

Segundo os resultados de testes feitos a profissionais divulgados na quinta-feira, o número de enfermeiros e assistentes operacionais dos hospitais de Santo António e Santa Maria infetados com COVID-19 pode ser dez vezes superior ao que se julgava.

A estimativa partiu dos resultados de testes serológicos feitos nos dois hospitais, em Lisboa e no Porto, da responsabilidade da Fundação Champalimaud, em associação com a Ordem dos Enfermeiros.

Os números divulgados mostram que das pessoas testadas no Hospital de Santo António, no Porto, há 10 vezes mais infetados do que o número identificado anteriormente, e que no Hospital de Santa Maria o número de infetados é 11 vezes superior.

Fonte: Lifestyle Sapo

0 0 vote
Article Rating
Looks like you have blocked notifications!
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades e analisar o nosso tráfego. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. Aceitar Ler mais

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
error: Alert: Content is protected !!
Partilha isto com um amigo