Atualidade

Jerónimo Martins diz que muitas medidas são “incoerentes” e defende mais vacinação

“Há que vacinar o máximo possível, como a melhor garantia para fazermos frente a esta pandemia”, afirmou, em declarações em Matosinhos, à margem de uma visita às oficinas da CP de Guifões.

Aos jornalistas, o líder comunista defendeu que, mais do que recuar no desconfinamento, é o aumento da vacinação que cria as condições necessárias para que o país avance no desconfinamento.

“Não é o confinamento que substitui a importância das vacinas, temos de fazer esta opção. E creio que a opção é clara em relação a este caminho a trilhar, porque muitas das medidas que tem sido tomadas no plano do confinamento são incoerentes”, declarou.

Questionado sobre o apelo dos peritos de saúde pública, que em declarações ao Jornal Público, defenderam a aposta numa campanha capaz de garantir a adesão das pessoas às medidas de distanciamento social, Jerónimo de Sousa afirmou que, se “há défice comunicacional” era importante “explicitar melhor” as condições que o país enfrenta.

“As pessoas não percebem, e quando as pessoas não percebem alguma coisa está mal. E naturalmente a culpa não é de as pessoas não perceberem. Esta ou aquela exceção aqui, depois do outro lado já não exceção. É uma dificuldade que as pessoas tem de compreender”, observou.

Os especialistas, ouvidos pelo jornal “Público”, dizem que o Governo está a falhar na comunicação e exigem alterações na matriz de risco e eficácia na comunicação das medidas de controlo e prevenção.

“Temos de acabar de vez com este folclore sobre se vamos confinar, reconfinar ou desconfinar”, aconselha o professor da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Paulo Santos.

Para além de acelerar a vacinação, o docente acredita que, o Governo tem de lançar “uma campanha maciça, muito clara, rigorosa e transparente, que dê às pessoas ferramentas para poderem orientar a sua vida”.

Na mesma linha de ideias, o coordenador do gabinete de crise para a Covid-19 da Ordem dos Médicos, Filipe Froes, pede uma campanha “capaz de garantir a adesão da população às medidas de controlo e prevenção”.

Para Filipe Froes o recolher deveria ser obrigatório em todo o país.

O Conselho de Ministros reúne-se hoje para decidir novas medidas para travar o aumento de casos de Covid-19.

Há 26 concelhos em risco de recuar no desconfinamento para o mesmo nível em que se encontra Lisboa, com medidas mais apertadas, nomeadamente o Porto, que na semana passada já deu um passo atrás.

A pandemia de Covid-19 provocou pelo menos 3.996.519 mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 184,4 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente feito pela agência France-Presse.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.126 pessoas e foram registados 896.026 casos de infeção, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

LUSA/HN

Outros artigos com interesse:

Source link

Looks like you have blocked notifications!
93,875Fans
627Seguidores
276seguidores
6,774seguidores
3,579Seguidores
94Subscritores
3,369Membros
15,245Assinantes
 Segue o nosso canal
Faz um DonativoFaz um donativo

Comenta no Facebook

Pub

Portalenf Comunidade de Saúde

A PortalEnf é um Portal de Saúde on-line que tem por objectivo divulgar tutoriais e notícias sobre a Saúde e a Enfermagem de forma a promover o conhecimento entre os seus membros.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo
Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
Partilha isto com um amigo
pasaran togel