Atualidade

Equipas de saúde de Vila Real deslocam-se às aldeias para agilizar vacinação

“Estamos a articular com o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Marão – Douro Norte e as juntas de freguesia e esse trabalho de parceria foi fundamental para agilizar todo o processo”, afirmou hoje à agência Lusa Mara Minhava, vereadora da Câmara de Vila Real com o pelouro da Saúde.

Em causa está o processo de vacinação contra a gripe sazonal e a aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid-19.

Na prática, explicou a autarca, as equipas do ACES vão às sedes das juntas de freguesia onde vacinam os mais idosos, que são os que possuem mais dificuldades em se deslocar até às unidades de saúde. Através desta parceria pretende-se também evitar grandes aglomerados de utentes nos centros de saúde.

O processo conta com a ajuda dos presidentes das 20 juntas de freguesia do concelho, que cedem os espaços e também identificam e avisam os utentes que estão a ser vacinados nesta fase, nomeadamente os maiores de 65 anos.

“Costumo dizer que os presidentes das juntas de freguesia são os olhos do ACES no território porque conhecem bem as pessoas”, salientou Mara Minhava.

Na área do ACES Marão – Douro Norte, foram, até ao momento, vacinadas 2.500 pessoas, quer com a vacina da gripe, a da Covid-19, quer com ambas. O agrupamento agrega os municípios de Alijó, Mesão Frio, Murça, Peso da Régua, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião e Vila Real.

Neste território a estratégia adotada não é igual em todos os concelhos e, por exemplo, em Alijó os utentes estão a ser transportados pela câmara e juntas para os centros de saúde.

Segundo o ACES, o processo avança em três frentes, nomeadamente a vacinação em proximidade, no domicílio (para pessoas acamadas ou com mobilidade reduzida) e nas unidades de saúde.

Em casos em que o número de pessoas a vacinar o justifica, nomeadamente nas corporações de bombeiros, as equipas deslocam-se também aos quartéis. Por exemplo, na quarta-feira, os profissionais de saúde vão ao quartel da corporação da Cruz Branca, em Vila Real.

O processo de vacinação abrange, neste momento, os maiores de 65 anos, os profissionais de saúde, os bombeiros e os funcionários das estruturas residenciais para pessoas idosas (ERPI).

“Do ponto de vista da gestão do ACES estamos satisfeitos com o ritmo da vacinação”, afirmou o diretor executivo do ACES, Gabriel Martins.

Portugal regista hoje mais 2.560 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e 14 mortes associadas à Covid-19, além de um novo crescimento do número de internados em enfermaria, segundo dados oficiais.

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), estão agora internadas 649 pessoas, mais 21 do que na segunda-feira, das quais 93 em unidades de cuidados intensivos, o mesmo número da véspera.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.353 pessoas e foram contabilizados 1.126.318 casos de infeção.

A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

LUSA/HN

Outros artigos com interesse:

Source link

0 0 votes
Article Rating
Looks like you have blocked notifications!
Este artigo é Útil?

Comenta no Facebook

Portalenf Comunidade de Saúde

A PortalEnf é um Portal de Saúde on-line que tem por objectivo divulgar tutoriais e notícias sobre a Saúde e a Enfermagem de forma a promover o conhecimento entre os seus membros.

Artigos Relacionados

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao Topo
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
error: Alert: Content is protected !!
Partilha isto com um amigo
pasaran togel