You dont have javascript enabled! Please enable it!
Atualidade

Como posso saber se já fui infetado com a Ómicron?

Não há nenhum sintoma característico que nos permita distinguir as diferentes variantes da Covid-19. Dores musculares, fadiga, dor de garganta e febre são compatíveis tanto com a Delta, a variante que circula desde a primavera passada, como com a Ómicron, a versão mais recente do vírus.

Então, como é que se sabe realmente se alguém contraiu especificamente a Ómicron? A única maneira de o saber é através de um teste de PCR e da respetiva sequenciação do genoma completo do vírus, segundo o ‘ABC’.

Com a explosão de casos massivos causados ​​pela Ómicron em dezembro, a grande maioria dos infetados fez um teste de antigénio ou autoteste em casa para verificar se estava positivo ou negativo. Apenas os casos mais graves chegaram ao hospital e esse é o único local onde são realizados estudos mais completos.

O resto dos cidadãos deve limitar-se a suspeitar de ter tido a variante que substituiu as outras no momento do contágio. De acordo com os últimos dados do Ministério da Saúde, atualmente mais de 90% dos casos de Covid-19 são causados ​​pela Ómicron, o que significa que há mais probabilidades de alguém contrair esta variante.

Em Espanha, adianta o jornal, o sequenciamento do genoma do vírus foi reservado a alguns hospitais que funcionam como sentinelas da Covid-19. Um deles é o Hospital Gregorio Marañón, o primeiro centro do país a diagnosticar o primeiro caso da variante Ómicron a 29 de novembro.

O seu serviço de Microbiologia lançou uma estratégia de identificação rápida de casos suspeitos. A nova variante é procurada em todos os testes de PCR positivos, independentemente da sua origem. Como era muito caro sequenciar o genoma completo do vírus, foi estabelecido um processo que permite analisar apenas aqueles que têm maior probabilidade de testar positivo.

“Estamos à procura daqueles que ‘cheiram’ a Ómicron”, disse Darío García de Viedma, diretor da Unidade de Genómica Microbiana do Hospital Gregorio Marañón, em Madrid, ao ‘ABC’. Para isso, estabeleceram uma estratégia de três etapas na qual realizam análises mais simples em busca de pistas que os façam suspeitar que se trata da nova variante para descartar o resto.

Tudo começa com um teste de PCR. As amostras que são positivas são testadas para uma falha de amplificação no gene S. Este é o primeiro sinal indicativo de Ómicron.

“Existem outras variantes que têm esta peculiaridade, mas basta isto para nos alertar. Nessa mesma amostra, fazemos uma nova análise para procurar outras quatro mutações indicativas. Se o alerta ainda estiver ativo, decidimos sequenciar todo o genoma do vírus”, explica o especialista.




Source link

Segue a PortaLEnf: Follow on FacebookTweet about this on TwitterFollow on LinkedIn
0 0 votes
Article Rating
Looks like you have blocked notifications!

Pub

Portalenf Comunidade de Saúde

A PortalEnf é um Portal de Saúde on-line que tem por objectivo divulgar tutoriais e notícias sobre a Saúde e a Enfermagem de forma a promover o conhecimento entre os seus membros.

Artigos Relacionados

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao Topo
';
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

error: Alert: Content is protected !!
Partilha isto com um amigo
pasaran togel