Notícias

Excesso de peso: aprenda a identificar e a agir com a ajuda de uma enfermeira

Em Portugal, foram publicados pelo Instituto Nacional de Estatística dados impressionantes sobre a população adulta portuguesa – o Inquérito Nacional de Saúde, 2019, relata que 60% têm excesso de peso e 16,9% têm obesidade.

Igualmente alarmante é o relatório divulgado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OECD) – Health at Glance 2021, que coloca Portugal em quarto lugar na lista dos países que apresentam maiores valores percentuais de excesso de peso.

Os dados são surpreendentes e obriga-nos de imediato a uma reflexão.

Como posso descobrir se tenho peso excessivo?

Uma fórmula muito simples e que nos ajuda a identificar o nosso estado nutricional é através da relação peso vs altura. Obtemos assim o nosso Índice de Massa Corporal (IMC). 

IMC = peso ( kg)  / altura x altura (metros quadrados)

Durante as Consultas de Enfermagem verificamos frequentemente que quando se realiza o cálculo do IMC, a maioria das pessoas fica estupefacta, pois reconhecem que apresentam excesso de peso, mas quando confrontados com tabelas elegíveis para a obesidade ficam assustadas. É frequente ouvir relatos como: “nunca pensei que fosse tanto” ou “não é possível”.

Para evitar surpresas e podermos ponderar a necessidade de intervir para melhorar o nosso estado nutricional, lanço o desafio de calcular o seu IMC, e assim descobrir onde se insere.

Exemplo: Peso 86 Kg, altura 1,72 m; 86 : (1,72X1,72) = 86 : 2,95= 29,15 (kg/m2)

IMC” data-title=”IMC – Excesso de peso: aprenda a identificar e a agir com a ajuda de uma enfermeira – SAPO Lifestyle”> IMC

Calculei… Tenho um Índice Massa Corporal aumentado e agora?

Abordar, questionar e solicitar ajuda é deveras complexo, assistimos diariamente ao desconforto acrescido das pessoas em conversar sobre esta temática. É fundamental compreender o motivo pelo qual ainda não foram tomadas medidas que o capacitem a abordar a sua vida como única e valiosa, e assim obter ganhos em saúde.

Decorrente da obesidade podem surgir mais de 200 doenças e complicações tais como diabetes mellitus; doenças cardiovasculares; alguns tipos de cancro; ansiedade e depressão, entre outros.

Deve procurar expor as suas questões aos profissionais de saúde, seja numa consulta Medicina Geral e Familiar, seja numa Consulta multidisciplinar de Obesidade.

Se tem Diabetes Mellitus ou tem Risco Cardiovascular poderá realizar consultas de medicina e enfermagem, onde são realizados, no momento, alguns exames objetivos tais como: bioimpedância (análise da composição corporal); medição perímetro abdominal; avaliação de HbA1c (indicador de controlo metabólico), triagem cardiovascular através do equipamento WatchBp Office ABI, entre outras avaliações importantes para o diagnóstico.

Trabalhamos em conjunto para que tenha mais saúde. A orientação por parte de médico ou enfermeiro é fundamental. Recordo, por exemplo, as acções de sensibilização que temos  promovido junto da comunidade escolar da Freguesia do Parque das Nações sob o tema “Lancheira Saudável” com o objectivo de promover hábitos alimentares equilibrados nos mais novos, pois verifica-se um aumento significativo de obesidade nestas faixas etárias (criança/adolescente).

Acreditamos que juntos podemos obter melhores resultados – através da educação para a prevenção e, também, através do diagnóstico atempado para corrigir o excesso de peso ou tratar a obesidade.

Sabia que o tema proposto para 2022 pelo Dia Mundial da Obesidade é “Everybody Needs to Act” – Todos Precisam de Agir?

A atuação, implementação, desenvolvimento de medidas é necessário que se concretize.

Enquanto Enfermeiros investimos na Educação para a Saúde, e reconhecemos dia após dia as dificuldades existentes na alteração de estilos de vida.

Hábitos saudáveis podem começar por pequenos passos, pequenas resoluções, que o ajudarão a iniciar um caminho que poderá ser longo, mas não precisa de o efetuar sozinho.

Deixo algumas recomendações promovidas pela Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade – Manual de Orientação para pessoas com Pré-Obesidade e Obesidade:

  • Realize 5 a 6 refeições por dia;
  • Inclua alimentos de todos o grupos da Roda do Alimentos, privilegiando as hortícolas, frutos e cereais;
  • Coma regularmente leguminosas (feijão, grão, ervilha, favas…);
  • Escolha leite e produtos derivados do leite, de preferência magros e em quantidade moderada;
  • Inicie as refeições principais com sopa, pois promove aumento de satisfação na regulação do apetite;
  • Reduza a quantidade de gordura e sal quando cozinha, escolha o azeite e ervas aromáticas;
  • Evite comprar refeições pré cozinhadas;
  • Beba bastante água;
  • Escolha uma atividade física que goste.

Um artigo de Inês Pestana Martins, enfermeira no Hospital CUF Descobertas.

Fonte: Lifestyle Sapo

Looks like you have blocked notifications!

Segue as Notícias da Comunidade PortalEnf e fica atualizado.(clica aqui)

Portalenf Comunidade de Saúde

A PortalEnf é um Portal de Saúde on-line que tem por objectivo divulgar tutoriais e notícias sobre a Saúde e a Enfermagem de forma a promover o conhecimento entre os seus membros.

Deixe um comentário

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Keuntungan Bermain Di Situs Judi Bola Terpercaya Resmi slot server jepang