You dont have javascript enabled! Please enable it!
Atualidade

Cabo Verde passa a exigir dose de reforço para reconhecer vacinação completa

A medida, aprovada na quinta-feira pelo Governo, entra em vigor em 15 de abril e prevê um período de validade do certificado de vacinação de até 270 dias após a toma da segunda dose de uma das vacinas contra a Covid-19, segundo o anúncio feito em conferência de imprensa pela ministra da Presidência do Conselho de Ministros, Filomena Gonçalves.

“Passando a integrar a dose adicional de reforço”, explicou a governante, sobre esta resolução que aprova a alteração do esquema de vacinação completa contra a Covid-19, para efeito de emissão do certificado covid de vacinação.

“Serão considerados os certificados que atestem a conclusão do esquema vacinal primário até 270 dias, nove meses, após a data da administração da última toma: segunda ou dose única. Uma vez concluído o prazo de 270 dias, serão aceites certificados que confirmem a toma da dose adicional de reforço de uma vacina contra a covid-19 com autorização de introdução no mercado cabo-verdiano”, disse Filomena Gonçalves.

“Os certificados de vacinação que atestem uma dose de reforço não estarão sujeitos a um período de validade”, esclareceu ainda.

De acordo com o teor da resolução, anunciado pela governante, aprovado em Conselho de Ministros, nas viagens interilhas e internacionais, aéreas e marítimas, com destino a Cabo Verde, os passageiros “devem possuir o certificado de vacinação contra a covid-19 dentro do prazo de 270 dias ou com dose de reforço [após os nove meses]”. Em alternativa, como nos restantes casos ainda em vigor em Cabo Verde, mantém-se a possibilidade de apresentação de certificado covid-19 de recuperação ou teste negativo PCR (até 72 horas) ou antigénio (48 horas), medidas que não se aplicam a crianças até 12 anos.

“Sabemos que a evolução da situação da saúde pública provocada pela covid-19 continua a justificar o acompanhamento muito próximo e atento, numa atitude de prudência e cautela, não obstante a situação epidemiológica em todo o país”, justificou a governante, aludindo ainda às recomendações internacionais para aplicação de doses de reforço, para aumentar a imunidade da população.

Segundo Filomena Gonçalves, esta alteração visa também garantir a “sustentabilidade da trajetória da retoma económica e social que o país já iniciou”.

Cabo Verde vacinou contra a Covid-19, em média, quase 1.900 pessoas por dia no primeiro ano, garantindo a vacinação completa de 73,7% dos adultos e 62,3% dos adolescentes, segundo dados do Ministério da Saúde.

De acordo com o mais recente boletim de vacinação contra a covid-19, Cabo Verde utilizou até 27 de março de 2022 um total de 692.911 doses, equivalente a 66,3% do total de vacinas recebidas através do mecanismo Covax e doações de países parceiros.

A vacinação contra a Covid-19 arrancou em 18 de março de 2021 em Cabo Verde. Segundo os objetivos traçados na altura, o país deveria assegurar a vacinação de pelo menos 70% da população elegível (adulta) até final de 2021, começando por grupos prioritários.

“Havia muitas reticências e desconfiança de que pudéssemos estar à altura para fazer este bom combate e os resultados estão a demonstrar que sim, conseguimos”, afirmou em 18 de março o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

De acordo com os dados do boletim do Ministério da Saúde e do Instituto Nacional de Saúde Pública, um total 317.555 adultos (85,7% da população adulta elegível) tinha recebido pelo menos uma dose de uma das vacinas disponíveis no arquipélago até 27 de março e 273.131 (73,7%) tinham recebido as duas doses.

Até ao mesmo dia, 45.343 dos adolescentes (76,6% da população estimada) foram vacinados com uma dose da vacina contra a covid-19 e 36.904 (62,3%) estavam complemente vacinados, mas este processo teve início apenas em dezembro.

Também no mesmo período começou a aplicação da dose de reforço, que, entretanto, já foi administrada a 53.546 (14,5%) adultos em todo o país.

No espaço de um ano, Cabo Verde recebeu 1.045.840 doses de vacinas contra a Covid-19 da AstraZneca, Pfizer, Moderna e Sinopharm, a última das quais dos Estados Unidos da América (100.620 doses da Pfizer) em 02 de março. O arquipélago recebeu ainda três doações de Portugal ao longo de 2021, que totalizaram 78.000 doses da marca AstraZeneca, entre outros países europeus.

Cabo Verde contabiliza um total de 55.952 casos de Covid-19 desde 20 de março de 2020, que provocaram 401 óbitos associados à doença, o último dos quais em 22 de fevereiro, contando atualmente seis casos ativos, contra um pico de mais de 7.000 em janeiro passado.

LUSA/HN

Outros artigos com interesse:

Source link

Segue a PortaLEnf: Follow on FacebookTweet about this on TwitterFollow on LinkedIn
0 0 votes
Article Rating
Looks like you have blocked notifications!

Pub

Portalenf Comunidade de Saúde

A PortalEnf é um Portal de Saúde on-line que tem por objectivo divulgar tutoriais e notícias sobre a Saúde e a Enfermagem de forma a promover o conhecimento entre os seus membros.

Artigos Relacionados

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao Topo
';
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

error: Alert: Content is protected !!
Partilha isto com um amigo
pasaran togel