You dont have javascript enabled! Please enable it!
Atualidade

Doença venosa crónica afeta 35% da população portuguesa

Com maior incidência nas mulheres a partir dos 30 anos, a doença venosa crónica (DVC) “resulta de uma insuficiência das válvulas nas veias que dificulta o retorno venoso. Pode haver uma maior acumulação de líquidos na região das pernas e, consequentemente, um aumento de pressão nas veias. Tudo isto contribui para o aparecimento de sintomas e sinais como o inchaço, peso e dor nas pernas “, explica a Dra. Joana Ferreira, citada em comunicado de imprensa.

“As primeiras queixas de DVC são a sensação de pernas pesadas, cansadas e dor que agravam com o calor e com a posição de pé. São queixas que limitam tarefas simples do dia-a-dia. Muitas vezes os doentes acham que os sintomas são normais para a idade ou com o verão. Outros dos primeiros sinais são as aranhas vasculares ou derrames (telangiectasias). Os doentes devem ir ao médico aos primeiros sintomas, quanto mais cedo for feito o diagnóstico e mais cedo se começar a tratar a doença, melhor será a sua evolução. Não tratando, surgem manifestações cutâneas progressivamente mais severas que podem inclusive culminar na úlcera venosa (uma ferida na perna)”, segundo a médica.

A DVC é muitas vezes diagnosticada tardiamente, o que pode afetar a qualidade de vida dos doentes, com um impacto social e económico significativo. Em Portugal, calcula-se que a DVC seja responsável por um milhão de dias de trabalho perdidos, 21% de mudanças nos postos de trabalho e 8% das reformas antecipadas.

Os principais fatores de risco são: a predisposição familiar; o sexo feminino, devido às alterações hormonais, à contraceção hormonal e à gravidez; a idade, porque as nossas veias vão perdendo resistência; a gravidez, uma vez que esta provoca alterações hormonais e grande carga nos membros inferiores; e a obesidade, que também provoca grande carga nos membros inferiores. Este último problema está associado a formas graves de DVC.

A falta de exercício físico, o sedentarismo, o consumo de tabaco, a obstipação e permanecer parado durante longos períodos são outros fatores de risco.

Os doentes devem procurar ajuda médica sempre que suspeitem que estão perante uma situação de DVC. O diagnóstico é simples, podendo numa consulta médica serem investigados aspetos relacionados com a doença. Segue-se um exame físico, onde se procuram sintomas e sinais da doença, podendo nesta fase ser utilizado um Doppler portátil ou um eco-Doppler, para identificar a presença de refluxo ou potencial oclusão venosa.

No website “dor nas pernas” – plataforma da Servier Portugal – é possível encontrar mais informação sobre esta patologia, botões interativos e curiosidades sobre o tema. Pode saber mais, por exemplo, sobre os primeiros sintomas – muitas vezes considerados normais. Dor, sensação de pernas cansadas e/ou pesadas, comichão, cãibras, varizes, edema (pernas inchadas) e alterações da cor da pele são alguns dos sinais que pedem a sua atenção.

LUSA/HN

Outros artigos com interesse:

Source link

Segue a PortaLEnf: Follow on FacebookTweet about this on TwitterFollow on LinkedIn
0 0 votes
Article Rating
Looks like you have blocked notifications!

Pub

Portalenf Comunidade de Saúde

A PortalEnf é um Portal de Saúde on-line que tem por objectivo divulgar tutoriais e notícias sobre a Saúde e a Enfermagem de forma a promover o conhecimento entre os seus membros.

Artigos Relacionados

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao Topo
';
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

error: Alert: Content is protected !!
Partilha isto com um amigo
pasaran togel