You dont have javascript enabled! Please enable it!
Atualidade

Mortalidade por covid-19 aumenta 11% em Portugal

“A 28 de março, a mortalidade específica por covid-19 registou um valor de 28,0 óbitos em 14 dias por um milhão de habitantes, o que corresponde a um aumento de 11% relativamente ao período anterior” (25,3), avança o documento da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

Segundo o relatório, apesar da mortalidade por covid-19 revelar uma tendência estável durante a segunda quinzena de março, o valor de 28 óbitos é superior ao limiar de 20 mortes em 14 dias por um milhão de habitantes definido pelo Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC) e que constitui uma das referências determinadas pelo Governo para o país passar para um nível sem restrições de controlo da pandemia.

Relativamente à pressão da pandemia sobre os serviços de saúde, a DGS e o INSA indicam que o número de doentes internados nas unidades de cuidados intensivos (UCI) com covid-19 corresponde a 24% do limiar definido como crítico de 255 camas ocupadas.

O número de doentes em UCI mantém uma tendência decrescente e os hospitais da região do Centro são que apresentam maior ocupação nessas unidades, mas ainda distantes do seu nível de alerta, refere o relatório.

Da análise dos diferentes indicadores, a “epidemia de covid-19 mantém uma transmissibilidade muito elevada, embora com ligeiro decréscimo”, adianta o documento, que salienta que o sistema de saúde apresenta capacidade para acomodar um aumento de procura por doentes infetados com o SARS-CoV-2.

“Deve ser mantida a vigilância da situação epidemiológica da covid-19 e recomenda-se a manutenção das medidas de proteção individual nos grupos de maior risco e a vacinação de reforço”, adiantam a DGS e o INSA.

De acordo com o relatório, a razão entre o número de pessoas internadas e infetadas foi de 0,13 com tendência estável, um valor que é inferior aos observados em ondas anteriores da pandemia, o que indica uma “menor gravidade da infeção do que a observada anteriormente”.

A linhagem BA.2 da variante Ómicron do SARS-CoV-2 continua “claramente dominante” em Portugal, com o INSA a estimar uma frequência relativa de 95% em 28 de março de 2022.

A covid-19 é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A variante Ómicron, que se dissemina e sofre mutações rapidamente, tornou-se dominante no mundo desde que foi detetada pela primeira vez, em novembro, na África do Sul.

LUSA/HN

Outros artigos com interesse:

Source link

Segue a PortaLEnf: Follow on FacebookTweet about this on TwitterFollow on LinkedIn
0 0 votes
Article Rating
Looks like you have blocked notifications!

Pub

Portalenf Comunidade de Saúde

A PortalEnf é um Portal de Saúde on-line que tem por objectivo divulgar tutoriais e notícias sobre a Saúde e a Enfermagem de forma a promover o conhecimento entre os seus membros.

Artigos Relacionados

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao Topo
';
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

error: Alert: Content is protected !!
Partilha isto com um amigo
pasaran togel