You dont have javascript enabled! Please enable it!
Notícias

Inoperacionalidade das VMER atinge valor mais elevado desde 2014

As viaturas médicas de emergência e reanimação (VMER) do INEM estiveram, em 2021, 5400 horas paradas por falta de tripulação. Com este novo aumento, a taxa de inoperacionalidade aumentou para 1,8%, o pior registo de 2014, avança o Jornal de Notícias.

Os maiores problemas registam-se no interior do país, onde, segundo os dados citados pelo JN, cerca de 20% do território esteve sem VMER durante mais de três mil horas no ano passado. Exemplo disso são as VMER dos hospitais da Guarda, Covilhã, Castelo Branco e Portalegre, que estiveram um total de 3254 horas inoperacionais. Se é verdade que se tratam de distritos com baixa densidade populacional, não é menos verdade que abarcam grandes áreas de território, com poucos serviços de saúde e em que muita população envelhecida se encontra, muitas vezes, a dezenas de quilómetros do hospital mais próximo.

“Nesta vasta área do interior, as distâncias são muito maiores. Se estes doentes não tê acesso a suporte avançado de vida, e têm de fazer longas viagens até ao hospital, claramente que se confrontam com falta de socorro adequado”, diz o presidente do Colégio da Competência de Emergência Médica da Ordem dos Médicos, Vítor Almeida. Contudo, também existem VMER no litoral com uma taxa de inoperacionalidade elevada – 6,49% no caso do Hospital de Gaia, por exemplo.

Em 2021, dezembro foi o pior mês. A VMER da Guarda esteve, por exemplo, inoperacional mais de um terço deste mês, cerca de 12 dias. Desde 2014, que são as próprias administrações hospitalares as responsáveis por garantir a operacionalidade das VMER.  São conhecidas as dificuldades dos hospitais, a quem cabe a responsabilidade de garantir escalas para as tripulações da VMER, na contratação de profissionais de saúde, constrangimentos que se têm agravado com a “carência de médicos e enfermeiros com formação na área”, diz a Associação Nacional dos Técnicos de Emergências Médica (ANTEM).

A verdade é que, desde esse ano, que não se registava uma taxa de inoperacionalidade das VMER tão alta. Em 2021, foi de 1,8%, um aumento considerável em relação ao ano anterior (de 0,9%) e o valor mais elevado desde 2014, devido à falta de médicos para preencher as escalas das VMER. “Conscientes que não podemos ter um médico para cada paciente, consideramos que podemos e devemos ter operacionais o mais diferenciados possível na prestação dos cuidados de emergência médica pré-hospitalar — à semelhança de outros países”, considera a ANTEM.

SO/LUSA

Fonte: Saúde Online

Segue a PortaLEnf: Follow on FacebookTweet about this on TwitterFollow on LinkedIn
0 0 votes
Article Rating
Looks like you have blocked notifications!

Pub

Portalenf Comunidade de Saúde

A PortalEnf é um Portal de Saúde on-line que tem por objectivo divulgar tutoriais e notícias sobre a Saúde e a Enfermagem de forma a promover o conhecimento entre os seus membros.

Artigos Relacionados

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Botão Voltar ao Topo
';
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

error: Alert: Content is protected !!
Partilha isto com um amigo
pasaran togel