Atualidade

Ordem dos Enfermeiros defende criação de centros de parto normal junto dos serviços de obstetrícia

A Ordem dos Enfermeiros (OE) defendeu hoje a criação de “centros de parto normal” junto dos serviços de obstetrícia, para rentabilizar os recursos humanos e garantir a acessibilidade aos cuidados de saúde materna e obstétrica.

Para a Ordem dos Enfermeiros, estes centros devem ser criados junto dos serviços de obstetrícia, como propõe a Organização Mundial da Saúde (OMS), como forma de “rentabilizar os recursos humanos, designadamente os enfermeiros especialistas em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica (EEESMO), e assim garantir a acessibilidade aos cuidados de saúde materna e obstétrica”.

Esta tomada de posição, emitida pela Mesa do Colégio da Especialidade de Enfermagem em Saúde Materna e Obstétrica (MCEESMO) foi envida pela Ordem dos Enfermeiros à ministra da Saúde, Marta Temido, na sequência dos “constrangimentos severos” que têm ocorrido nas últimas semanas nos serviços de urgência de obstetrícia, refere a OE em comunicado.

Os centros de parto normal surgiram com o objetivo de resgatar o direito à privacidade e à dignidade da mulher durante o trabalho de parto e pós-parto, num local semelhante ao seu ambiente familiar e, ao mesmo tempo, garantir cuidados seguros, oferecendo-lhes recursos tecnológicos apropriados em casos de eventual necessidade.

Segundo a ordem, este modelo permitiria que os hospitais com centros de parto normal – conceito que consta de um documento emanado pela OMS em 1996 – necessitassem de menos médicos de apoio à sala de partos, libertando também médicos e enfermeiros de famílias das consultas de gravidez, que devem ser realizadas pelos especialistas em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica das Unidades de Cuidados na Comunidade (UCC).

Sublinha ainda que é a própria OMS que reconhece que estes especialistas “podem lidar com a maioria das gestações com segurança e têm as habilidades para encaminhar situações complexas a um médico”.

“Este modelo seria, por isso, o garante da continuidade dos cuidados, entre o pré-natal e o pós-natal (por exemplo, na assistência na amamentação e recuperação pós-parto”, defende a Ordem dos Enfermeiros, lembrando que Portugal dispõe de “um número significativo” de enfermeiros EESMO, técnica e cientificamente reconhecidos.

Assim, defende, centros de parto normal são “uma oportunidade de rentabilizar os recursos e contribuir para uma experiência positiva de parto”.

LUSA/HN

Outros artigos com interesse:

Source link

Looks like you have blocked notifications!
93,875Fans
627Seguidores
276seguidores
6,774seguidores
3,579Seguidores
94Subscritores
3,369Membros
15,245Assinantes
 Segue o nosso canal
Faz um DonativoFaz um donativo
Pub

Portalenf Comunidade de Saúde

A PortalEnf é um Portal de Saúde on-line que tem por objectivo divulgar tutoriais e notícias sobre a Saúde e a Enfermagem de forma a promover o conhecimento entre os seus membros.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo
Situs sbobet resmi terpercaya. Daftar situs slot online gacor resmi terbaik. Agen situs judi bola resmi terpercaya. Situs idn poker online resmi. Agen situs idn poker online resmi terpercaya. Situs idn poker terpercaya.

situs idn poker terbesar di Indonesia.

List website idn poker terbaik.

Permainan judi slot online terbaik

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.
Partilha isto com um amigo
pasaran togel