Incontinência urinária – dicas | Cuidar de Idosos

Partilha com os teus amigos:Ajuda-nos a divulgar!
4 min de leitura

 


Em primeiríssimo lugar, nunca se deve causar constrangimento ou ficar com raiva do idoso, pois além de não ser culpa dele, pode deixá-lo também muito triste, pouco cooperativo e até muito mais agitado.

– Faça o diário da incontinência, anote os horários em que o idoso urina normalmente ou que ocorre a incontinência. Veja qual é o padrão de eliminação urinária do idoso.

– Se o idoso se perde, não sabendo onde fica o banheiro e não chega a tempo, acontecendo assim a incontinência, uma das dicas é sinalizar bem a porta do WC, com palavras grandes e chamativas(rosa-choque, verde e azul exuberantes, vermelho..) ou colocar a própria figura de um sanitário.

– À noite, deixe a luz do banheiro acesa. Deixe o quarto do idoso mais perto do WC.

– Facilitar o uso do sanitário, com assentos altos, adaptados e com barras laterais se necessário.

– É uma MÁ IDEIA restringir a ingestão de líquidos, para urinar menos. Esta atitude do cuidador/familiar pode causar desidratação no idoso e piorar ainda mais seu quadro clínico. Uma boa hidratação com água, sumos, leite é vital para a saúde do idoso com demência!

– Durante a parte do dia, procure levar o idoso, em intervalos regulares, ao WC. O diário pode ser útil para identificar os melhores horários.

– Procure vestir o idoso com roupas fáceis de retirar ou vestir. Velcro é uma óptima opção, no lugar do zíper ou dos botões.

– Utilizar fralda descartável pode ser útil à noite, apesar do constrangimento e da vergonha que o idoso possa sentir. Quando bem explicado e feito de forma carinhosa pelo cuidador/familiar, há sempre uma boa aceitação. Observar se a fralda de manhã não está encharcada, pois talvez será necessária uma ou várias trocas a meio da noite.

– Se o idoso não consegue ir até ao WC, para urinar ou evacuar, por problemas diversos e a incontinência é mais severa, o uso de fralda é imperativo, durante todo o dia (dia e noite). Deve estar mais atento para a troca de fraldas, em intervalos regulares. Nunca deixar fraldas molhadas no corpo por muito tempo, evitando assaduras e feridas na pele.

– Uma boa higiene, em cada troca, é muito importante, com o uso de água e sabonete para retirar resíduos de fezes e de urina. Nas mulheres, a má higiene pode, inclusive, ser causa de infecção urinária. Ao fazer a limpeza, limpar sempre a região anal de frente para trás, isto é, da vagina para o ânus, evitando levar fezes para o canal da uretra, contaminando a urina/esse local.

– Lembrar que a agitação pode ser um sinal de que o idoso quer urinar ou evacuar. Se já usa a fralda, pode ser sinal de trocá-la.

Algumas perguntas de auto-reflexão (escolha uma das respostas)

1. Como é que enfrenta o problema de incontinência do seu familiar idoso?
•Deixo-o ficar de dia e de noite com fraldas de forma a evitar estar sempre a lavar roupa.
•Dou ao meu familiar idoso roupas que sejam simples de despir quando vai ao WC
•Supervisiono-o enquanto ele se limpa ou se lava depois de utilizar o WC.

2. O que fez ao ambiente de casa para que o acesso ao WC fosse mais fácil?
•É difícil fazer modificações em casa.
•Marquei o acesso e a porta do banheiro para esta poder ser reconhecida pelo meu familiar.
•Assegurei-me de que existia suficiente iluminação e corrimões no caminho para o WC.

3. Como faz para que as roupas do seu familiar idoso promovam a continência?
•Não fiz nada – deixo-o apenas com as suas roupas normais.
•Dei-lhe roupas que são fáceis de vestir quando vai ao banheiro.
•De acordo com as suas necessidades, adaptei-lhe as calças com um fecho de velcro e providenciei roupa alternativa que é mais fácil de vestir.

4. Alterou/adaptou de alguma forma a dieta do seu familiar idoso com o intuito de promover a continência?
•Não o deixo beber nada depois das 17 horas de forma a reduzir a probabilidade de ele se molhar à noite.
•Cortei com as bebidas com gás e com o café.
•Cortei com bebidas com cafeína uma vez que são diuréticas, mas não na quantidade do líquido ingerido. Aumentei a quantidade de fibras ingeridas de forma a minimizar o risco de ter prisão de ventre.

5. Como lida com as reacções emocionais do seu familiar idoso face à sua incontinência?
•Ele não mostra reacção, como tal, não tenho que lidar com nada.
•Apoio-o e consolo-o, quando ele se aborrece.
•Garanto que é algo que juntos iremos enfrentar, que não é nada que me deixe embaraçado ou que me faça gostar menos dele.

Assina as nossas notificações e fica actualizado

Ajuda a Manter a PortalEnf com 1 €

Podes ajudar a manter a informação independente com um pequeno donativo!(sabe mais aqui!)

 

Segue-nos:

Este artigo foi útil? 

	
Partilha com os teus amigos:Ajuda-nos a divulgar!

 

Looks like you have blocked notifications!
91,333Fans
627Seguidores
276seguidores
 seguidores
 Seguidores
91Subscritores
3,448Membros
15,603Assinantes
 Segue o nosso canal
Faz um DonativoFaz um donativo
Loading...

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades e analisar o nosso tráfego. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. Aceitar Ler mais

Segue-nos
Segue a Tua Comunidade PortalEnf e recebe as Novidades!
Assina a nossa newsletter
Segue-nos
Segue a Tua Comunidade PortalEnf e recebe as Novidades!
ASsina a nossa newsletter
error: Alert: Content is protected !!
 
Segue-nos nas redes sociais!
Partilha isto com um amigo