Sinais Vitais e as Alterações no Pulso

0 16.976

Sinais vitais são aqueles que indicam a existência de vida. São reflexos ou indícios que permitem concluir sobre o estado geral de uma pessoa. Os sinais sobre o funcionamento do corpo humano que devem ser compreendidos e conhecidos são:

•Temperatura: nosso corpo tem uma temperatura média normal que varia de 35,9 a 37,2ºC. A avaliação da temperatura é uma das maneiras de identificar o estado de uma pessoa, pois em algumas emergências a temperatura muda muito.

• Respiração: é uma das funções essenciais à vida. É através da respiração que o corpo promove permanentemente o suprimento de oxigênio necessário ao organismo, vital para a manutenção da vida. A respiração é comandada pelo sistema nervoso central. Seu funcionamento processa-se de maneira involuntária e automática. Muitas doenças e problemas clínicos alteram parcialmente ou completamente o processo respiratório.

Pressão arterial: a pressão arterial  é a pressão provocada na parede das artérias pela passagem do sangue. A manutenção desta pressão é essencial para a vida, pois ela é indicativo de que o sangue está com força para sair do coração e alcançar todos os demais órgãos.

No adulto normal a pressão arterial varia da seguinte forma:
– Pressão arterial sistólica (a maior) – de 100 a 140 mm Hg (milímetros de mercúrio);
– Pressão arterial diastólica (a menor) – de 60 a 90 mm Hg.

A pressão muito baixa, quando a maior é igual ou menor que 80 mm Hg, indica gravidade e urgência médica – choque hipovolêmico.

• Pulso: através do pulso ou das pulsações do sangue dentro do corpo, é possível avaliar se a circulação e o funcionamento do coração estão normais ou não. Neste artigo vamos falar mais detalhadamente sobre o PULSO.

Ler  Cuidados de Enfermagem no Síndrome da Angústia Respiratória Aguda

O pulso é a onda de distensão de uma artéria transmitida pela pressão que o coração exerce sobre o sangue. Esta onda é perceptível pela palpação de uma artéria e se repete com regularidade, segundo as batidas do coração. Através do pulso ou das pulsações do sangue dentro do corpo, é possível avaliar se a circulação e o funcionamento do coração estão normais ou não.

A alteração na frequência do pulso denuncia alteração na quantidade de fluxo sanguíneo. Existem no corpo vários locais onde se pode sentir o pulso da corrente sanguínea. Os mais comuns são o punho e a artéria do lado do pescoço.

Aprenda a sentir o pulso:
• Procurar acomodar o braço da pessoa em posição relaxada;
• Use a ponta de 2 a 3 dedos (dedo indicador, médio e anular) sobre a artéria escolhida para sentir o pulso, fazendo uma leve pressão sobre qualquer um dos pontos onde se pode verificar mais facilmente o pulso de uma pessoa (veja a ilustração);
• Recomenda-se não fazer pressão forte sobre a artéria, pois isto pode impedir que se percebam os batimentos;
• Não usar o polegar para não correr o risco de sentir suas próprias pulsações;
• Contar no relógio as pulsações num período de 60 segundos. Neste período deve-se procurar observar a regularidade, a tensão, o volume e a frequência do pulso.

Frequência do pulso
Batimentos por minuto no pulso normal de acordo com a faixa etária:
• 60-70: homens adultos;
• 70-80: mulheres adultas;
• 80-90: crianças acima de 7 anos;
• 80-120: crianças de 1 a 7 anos;
• 110-130: crianças abaixo de um ano;
• 130-160: recém-nascidos.

Existe uma relação direta entre a temperatura do corpo e a frequência do pulso. Em geral, exceto em algumas febres, para cada grau de aumento de temperatura existe um aumento no número de pulsações por minuto (cerca de 10 pulsações).

Ler  Tipos de precauções padrão

Regularidade
• Pulso rítmico: normal (os intervalos entre os batimentos são iguais);
• Pulso arrítmico: anormal (os intervalos entre os batimentos são desiguais),

Volume
• Pulso cheio: normal;
• Pulso filiforme (fraco): anormal.

As causas naturais, que não são motivos de preocupação e aumentam ou diminuem os batimentos do pulso são: digestão, exercícios físicos, banho frio e estado de excitação emocional. No desmaio, as pulsações diminuem.

Os sinais vitais são sinais que podem ser facilmente percebidos, deduzindo-se assim, que na ausência ou mudanças deles, está ocorrendo alterações nas funções vitais do corpo que necessita de investigação e apoio médico. A informação é uma forma de prevenção. Compartilhe informações de saúde. Ajude a salvar vidas.

Fonte: Site de Saúde Medicina Mitos e Verdades.

 

Looks like you have blocked notifications!
Queres receber as nossas notificações?
Assina a nossa Newsletter!

Assina e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades e analisar o nosso tráfego. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. Aceitar Ler mais

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x
error: Alert: Content is protected !!
Partilha isto com um amigo