Risco de Úlcera do Pé Diabético: Guia para o Enfermeiro

0 1.577

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Em 2015 a prevalência estimada da Diabetes na população portuguesa com idades compreendidas entre os 20 e os 79 anos foi de 13,3% (mais de 1 milhão de portugueses).

Entre as principais complicações crónicas da Diabetes são destaca-se:

  • Neuropatia e Amputação;
  • Retinopatia;
  • Nefropatia;
  • Doença cardiovascular (DCV).

No que à neuropatia diabética diz respeito, esta é a principal causa de amputação não traumática dos membros inferiores, estimando-se que 85% destas amputações foram precedidas por úlcera.

 

Passo-a-passo para avaliação do Risco de Úlcera do Pé Diabético

1.Monitorizar a hemoglobina glicada

2.Avaliar o pé:

  1. Pele (cor, temperatura, edema, fissuras, calosidades)
  2. Unhas (como estão cortadas, onicopatia, onicomicose)
  3. Deformidades ósseas (dedos em garra, dedos em martelo, arcos plantares, …)
  4. Lesões interdigitais (maceração, micoses, calosidades, fissuras)

3. Avaliar a sensibilidade à pressão do pé (através de monofilamento de 5,07 de semmes-Weinsten):

  1. 1º deve aplicar-se o monofilamento na mão do paciente
  2. Em seguida deve aplicar-se o monofilamento sobra a face plantar do calcâneo, hállux e 5º dedo e cabeça dos metatarsos.

4. Avaliar a sensibilidade vibratória do pé (através de um diapasão de 128 Hz):

  1. 1º aplicar o diapasão na face dorsal do pulso, ou clavícula, ou cotovelo do paciente
  2. Em seguida, deve aplicar-se o diapasão com uma pressão constante na parte dorsal do hállux colocando-o sobra a articulação interfalângica, de forma perpendicular

5. Avaliar o estado vascular do pé através de:

  1. palpação do pulso pedioso dorsal e pulso tibial posterior
  2. utilização do doppler
  3. determinação do IPTB

 

>1,3

Calcinose

0,9 – 1,1

Normal

<0,9

Obstrução

6. Observar o tipo de calçado e meias do utente (aberto/ fechado; material; costuras; ..)

7. Monitorizar o risco de úlcera do pé diabético utilizando a escala em vigor no Sistema de Aplicação para a Prática de Enfermagem (SAPE)

8. Em virtude dos resultados da avaliação, planear a consulta seguinte.

 

Descobre mais em www.bwizer.com

O melhor da PortalEnf no teu Email...

Assina aqui a nossa Newsletter e recebe todas as novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinar. Vais receber um mail... verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

O melhor da PortalEnf...

Assina e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

O melhor da PortalEnf...

Assina e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Partilha isto com um amigo