Ordens e associações da Saúde exigem reforço de 360 milhões do orçamento para o setor

0 280

As ordens dos Médicos e dos Enfermeiros, bem como o Conselho Nacional da Saúde CIP – Confederação Empresarial de Portugal exigem aos grupos parlamentares a aprovação de um aumento de 360 milhões de euros no Orçamento do Ministério da Saúde para 2018, para garantir um mínimo de sustentabilidade no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Numa carta enviada aos grupos parlamentares, defendem que «o mínimo que se entende como razoável é que o peso da transferência orçamental para o Serviço Nacional de Saúde mantenha em 2018 o seu peso no produto interno bruto».

Na carta enviada, os signatários dizem que «os portugueses exigem que se assuma a Saúde como uma prioridade» e que «o mínimo que se entende como razoável é que o peso da transferência orçamental para o Serviço Nacional de Saúde (SNS) mantenha em 2018 o seu peso no produto interno bruto [PIB]».

«Assim, a dotação orçamental inscrita na proposta de lei do OE/2018 deverá ser majorada em 360 milhões de euros, de modo a garantir que o aumento nominal do PIB para 2018 de 3,6% seja proporcionalmente refletido na dotação orçamental do SNS», lê-se na missiva.

Fonte Univadis

O melhor da PortalEnf...

Assina e recebe as últimas novidades da PortalEnf!

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Loading...
Share This Article:

close

Segue-nos nas redes sociais!

Partilha isto com um amigo