COVID-19: Cerca de 200 incidentes contra profissionais de saúde desde início da pandemia

0 10

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Perante a situação, os dirigentes de 13 organizações médicas e humanitárias mundiais que representam mais de 30 milhões de profissionais da saúde, incluindo o CICV, Médicos do Mundo, Federação internacional dos hospitais e Conselho Internacional dos Enfermeiros, publicaram uma declaração conjunta que condena os ataques cada vez mais numerosos contra este pessoal e estabelecimentos de saúde no contexto da pandemia.

O CICV denuncia os ataques relacionados com a pandemia, com mais de 200 incidentes assinalados, e “alarma-se com a amplitude que assume este fenómeno que coloca em perigo tanto os profissionais de saúde, atores essenciais na resposta à pandemia, como as comunidades que servem”.

Na declaração, os dirigentes das organizações afirmam que “se as recentes manifestações públicas de apoio aos atores da resposta à covid-19 aquecem o coração, tal não evita que muitos deles sejam vítimas de perseguição, estigmatização e de violências físicas”.

A declaração assinala que “alguns profissionais de saúde foram mesmo mortos e bem como os doentes de quem cuidavam”, e que “não se passa um único dia sem que sejam registados novos casos de intimidação e violências”.

Fonte: Lifestyle Sapo

Gostaste deste artigo? Divulga-nos junto dos teus amigos e colegas!

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Loading
Share This Article:

close